Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Heraldo Almeida

O que é Consciência Negra?

Consciência Negra significa reconhecer e valorizar a luta dos negros, a cultura negra brasileira e suas contribuições para a constituição de nossa sociedade. No Brasil, há uma data para celebrá-la: 20 de novembro que, além de homenagear as culturas e lutas dos povos negros, reforça a importância da sociedade como um todo refletir e agir para combater o racismo estrutural no país.

 

Sua origem remonta aos anos 70, com o surgimento de alguns grupos de luta contra o racismo, como o Grupo Palmares, localizado em Porto Alegre (RS) e ligado a um quilombo, e o Movimento Negro Unificado. Eles estudavam e apreciavam a cultura e a literatura negra, pesquisavam e dialogavam com outros ativistas, também inspirados pela luta anti-apartheid que era travada à época na África do Sul, e passaram a promover ações para pensar a consciência negra e o combate ao racismo.

 

A data faz parte do calendário escolar desde 2003 e, em 2011, foi instituída em todo o Brasil pela Lei n.º 12.519. Apesar de não ser um feriado nacional, alguns estados e municípios a adotaram como sendo.

 

O dia 20 de novembro foi escolhido por ser a data da morte de Zumbi dos Palmares, líder daquele que foi um dos maiores quilombos do país, o Quilombo de Palmares, na Serra da Barriga, na ocasião, vinculada à capitania de Pernambuco. Sua morte se deu em 1695, em uma emboscada. Ao lado de Dandara dos Palmares e Tereza de Benguela, Zumbi tornou-se um dos maiores símbolos de luta e resistência contra a escravidão. (https://educacaointegral.org.br/).

 

************************************************************

Noite lua cheia de verão
Trapiche, beira rio inspiração
Macapá é madrugada
Minha doce namorada

Newton Batista/Zeco Penna

************************************************************

 

Estúdio 2

Nesta sexta (19) o programa ‘O Canto da Amazônia’ (Diário FM 90,9) será transmitido do Centro de Cultura Negra – Laguinho, das 16h às 19h. Na pauta, a programação do Encontro dos Tambores. Sintonize.

 

Concurso

Os tradicionais concursos O Mais Belo Negro, A Mais Bela Negra e a Diversidade, vão acontecer, nesta sexta (19), a partir das 19h, no Centro de Cultura Negra – Laguinho. O evento faz parte da programação do Encontro dos Tambores.

 

Eleição

Conselho de Cultura realiza eleição dos representantes dos segmentos artístico-culturais, no domingo (21), das 8h às 17h, na Escola de Música Walquíria Lima.

 

Candidato

Cantor e compositor amapaense, Clay San é candidato ao Conselho Estadual de Cultura, pelo segmento da música, onde milita há 30 anos. Boa sorte.

 

Música

Cantora Sandra Lima é uma daquelas que encanta as noites macapaenses com sua musicalidade e bela voz.

Sempre simpática, vem agradando o público que curte seu seleto repertório.

 

O retorno

Cantora Gal Costa se manifestou  antes de retornar ao palco, essa semana: “A música me curou e me salvou muitas vezes, me traz energia, me alimenta e me dá equilíbrio. Estava com saudades do frio na barriga antes de entrar no palco até o show começar”.

 

Referência

Artista plástico amapaense, Vagner Ribeiro é um guerreiro no comando da galeria de Arte Samaúma. Pra ele não tem tempo e nem obstáculos. Enfrenta qualquer desafio para mostrar suas belas obras. Parabéns.

Amadeu Cavalcante: a voz do cancioneiro amazônico

Sem dúvida nenhuma esse artista tucuju tem uma das vozes mais privilegiadas do cancioneiro brasileiro e a mais marcante da Amazônia. Amadeu Cavalcante é filho do Amapá, nascido na capital Macapá, em 2 de setembro de 1961 e iniciou sua carreira profissional cantando nos bares de Macapá na década de 1980.
Em 1989, lançou o primeiro disco da carreira, o LP Sentinela Nortente, em parceria com o também cantor e compositor amapaense Osmar Júnior, que compôs todas as canções. Em 1991, lançou o segundo disco, Estrela do Cabo Norte, gravado no Rio de Janeiro.
Em 1996, foi a vez de Tarumã, que traz na capa a pintura do artista plástico amapaense Da Gama, retratando a lenda folclórica do rio Calçoene (município amapaense), retrata na canção que dá nome ao disco. O CD foi gravado (MM Studio) e masterizado no Rio de Janeiro.
A partir de abril de 1997, Amadeu Cavalcante passa a integrar o Quarteto Senzalas, junto com os músicos Zé Miguel, Val Milhomem e Joãozinho Gomes, lançando o CD Dança das Senzalas, em 1999, e realizando apresentações ao vivo nos palcos brasileiros por meio do Projeto Pixinguinha e na Europa. Mais tarde Zé Miguel deixou o Senzalas.
Com o grupo Senzalas Amadeu Cavalcante participou da gravação dos CD’s: Dança das Senzalas (com Zé Miguel, Val Milhomem e Joãozinho Gomes (1999); Tambores do Meio do Mundo (Senzalas – 2010).
O artista também gravou o disco (CD) Amadeu Cavalcante Em Família (2011), com a esposa Rosane Rodrigues e as três filhas, Loren Cavalcante, Anne Cavalcante e Hanna Cavalcante. Em dezembro de 2014 gravou seu último CD solo “Equinócio”. O mestre da voz da música da Amazônia anuncia que em breve tem novidade pra lançar.

 

 

BAIXA-MAR: Quando o nível da águas do mar atinge o seu nível mais baixo chama-se baixa-mar (maré baixa ou maré vazia) e quando está no seu nível mais alto chama-se preia-mar (maré alta ou cheia). Em geral, verificam-se duas marés altas e duas marés baixas a cada vinte e quatro horas.

 

Tudo era tão triste
Antes de você chegar
Alguma coisa esperava
Muito antes de te conhecer
Banda Mano Roots

 

Lançamento
Nesta quinta (18), tem lançamento do CD ‘Batuqueiros’, do cantor e compositor amapaense, Paulinho Bastos, com transmissão pelo Facebook, na página bacabeiraaudiovisual, a partir das 20h.

 

Enredo
O enredo da Beija-Flor para o carnaval 2022 é ‘Empretecer o Pensamento é Ouvir a Voz da Beija-Flor’. O samba enredo é de autoria de J. Velloso, Léo do Piso, Beto Nega, Júlio Assis, Manolo e Diogo Rosa.

 

Agenda
A agenda desta quinta (18), da programação do Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra – Laguinho, marca uma noite especial com o show Tambores do candomblé, a partir das 19h.

 

‘Kalamazoo’
Título da música do maestro Manoel Cordeiro, que está no repertório do seu 2º disco ‘Guitar Hero Brasil’. Vale a pena ouvir os ritmos dançantes desse belo projeto.

 

Encerramento
Fumcult anuncia encerramento, nesta quinta (18), dos três Editais lançados no dia 30 de outubro: Novos Talentos, Arte Presente e Manutenção dos Espaços Culturais do Município de Macapá. Todos oriundos da Lei Aldir Blanc. www.fumcult.ap.gov.br.

 

Festival
O festivaleiro com alma de cantador, Chermont Júnior, vai participar do 1º Festival de Música de Altamira (PA), representando a música amapaense. Boa sorte.

 

Fest Natal
Dias 4 e 5 de dezembro vai acontecer o Fest Natal, no Santuário de Fátima – bairro Santa Rita, a partir das 17h. Haverá shows artísticos, venda de iguarias, venda de artigos religiosos e outras atrações.

 

A Redenção de Antônio Bento

A Redenção de Antônio Bento é a primeira biografia de um dos maiores abolicionistas brasileiros. De impressionante atualidade a obra mostra a saga do humanista Antônio Bento, da metade do século XIX, que lutou contra a escravidão, o racismo, a falta de assistência aos menos favorecidos, a corrupção no sistema político, a mídia corrompida e a injustiça social.
A obra é uma homenagem ao herói e também esclarece diversas controvérsias sobre a vida de Antônio Bento. Luiz Antônio Muniz de Souza e Castro (economista paulista, bacharel em Direito e empresário), bisneto direto do biografado, e a professora paulista Débora Fiuza de Figueiredo Orsi (editora, redatora e revisora), apresentam o produto de 10 anos de uma pesquisa profunda e criteriosa com fontes primárias. Enriqueceu a produção a viúva de Antônio Bento, dona Benedicta Amélia, que criou o pai do autor e se constituiu na ponte de gerações ao transmitir esses registros históricos
Com endosso do sociólogo e político Florestan Fernandes (1920 – 1995), o lançamento relata a luta contra a escravidão de uma São Paulo na qual prevaleciam os interesses dos escravagistas.
Os bastidores da organização dos Caifazes, movimento abolicionista paulistano, também são destaque na obra, já que Antônio Bento assumiu a liderança da ação após a morte do poeta Luís Gama. O volume é rico em fotos, memórias e documentos da vida do juiz considerado “o John Brown brasileiro” por um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras, Joaquim Nabuco. O livro contém mais de 300 referências bibliográficas consultadas, mas as principais são as da imprensa de Antônio Bento, como o jornal A Redempção, de 1887 a 1899, reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.
A Redenção de Antônio Bento é uma obra atemporal que provoca reflexão sobre os dias atuais. Uma verdadeira homenagem ao herói que também esclarece vários pontos controversos sobre sua vida. (Gabriela Kugelmeier – Link de venda www.antoniobento.com e https://amzn.to/2XOyjig).

 

 

 

COLIBRI: Colibri é um gênero de beija-flores que ocorre na América Central e do Sul. O grupo inclui quatro espécies, três das quais existentes no Brasil. Habitam zonas de floresta montanhosa. Os colibris são os únicos pássaros que podem voar para trás e para frente.

 

 

Quando eu te vi chegando, monera
Tão bonito que era
Eu vi o sol e a lua trazendo
As cores da primavera
Nilson Chaves

 

 

Tambores
Inicia nesta quarta (17), o 26º Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra – Laguinho, a partir das 19h. A programação começa com a Noite da Umbanda. Prestigie.

 

Candomblé
Na quinta (17) é dia da apresentação de Candomblé na programação do Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra – Laguinho, a partir das 19h.

 

Decoração
Quem visita o Mercado Central, em Macapá, se delicia com as belas obras do artista plástico amapaense, Ralfe Braga, decorando o ambiente. Com o nosso jeito de ser.

 

‘Vem Me Namorar’
Título da música de trabalho de Lia Sophia que está em seu novo disco, ‘Eletrocarimbó, lançado recentemente. Já em todas as plataformas digitais.

 

‘A Rainha Perdida’
Título do livro da escritora carioca, Ana Cristina Melo. A obra retrata uma sociedade distópica na qual os moradores foram privados da liberdade em troca de comida e segurança. Acesse o site e saiba mais http://bit.ly/rainhaperdida.

 

‘Música e Música’
Cantor e compositor acreano, Sérgio Souto dá um recado aos seus seguidores em seu grupo no Facebook. “Meus caros amigos, o prato principal do grupo é a música. Evitem publicar nada que não seja música e música”. Recado dado.

 

Reeleição
Conselho de Cultura do Amapá vai realizar eleição e o conselheiro, Fábio Sacaca, que ocupa a cadeira do marabaixo na instituição, tenta a reeleição pelo segmento. Boa sorte.

 

Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque

O Parque é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral da natureza localizada nos estados do Amapá e do Pará, com território distribuído pelos municípios de Almeirim, Amapá, Calçoene, Ferreira Gomes, Laranjal do Jari, Oiapoque, Pedra Branca do Amapari, Pracuuba e Serra do Navio.

 

Limita-se ao norte com a Guiana Francesa e com a República do Suriname, estando conectado, através do território ultramarino francês da Guiana Francesa, à Comunidade Européia. Desta maneira, Montanhas do Tumucumaque integra, junto aos parques nacionais da Serra do Divisor, do Cabo Orange, do Pico da Neblina e do Monte Roraima, o conjunto de Parques Nacionais fronteiriços da Amazônia brasileira.

 

Com uma área de 3. 846. 429,40 ha (38 464 km² ou 8,78 milhões de acres) e um perímetro de 1 921,48 km, Montanhas do Tumucumaque é o maior parque nacional do Brasil e o maior em florestas tropicais do mundo. Foi criado com a finalidade de assegurar a preservação dos recursos naturais e da diversidade biológica, bem como proporcionar a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação, de recreação e turismo ecológico.

 

O parque Montanhas do Tumucumaque foi criado através de decreto emitido pela Presidência da República, em 22 de agosto de 2002. As terras do parque pertenciam ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). Um estudo técnico do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), realizado em parceria com o INCRA, segundo indicações do Programa Nacional de Diversidade Biológica (PRONABIO) do Ministério do Meio Ambiente, mapeou a região do parque indentificando-a como prioritária para a manutenção da biodiversidade.

 

O plano de manejo da unidade de conservação foi publicado em 10 de março de 2010 por meio da Portaria de número 28/2010 do ICMBio. Com colaboração de Luiz Antonio Ferreira Maranhão, o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque não iclui o Município de Pracuuba e a dimensão correta do Parque é de 3.843.429 ha ou 38.464 km². Um dado interessante é Por exemplo: Do município do Oiapoque o Parque abrange 73,4% e do município de Laranjal do Jarí 52 % (Plano de Manejo do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque).

 

************************************************

Sim, eu tenho a cara do Saci
O sabor do tucumã
Tenho as asas do Curió
E namoro cunhantã

Nilson Chaves

************************************************

 

 

Mauro Guilherme

Secult publicou, semana passada, o Edital Mauro Guilherme (Lei Aldir Blanc)  para premiar 385 projetos artísticos/culturais do Amapá. Inscrições abertas.

 

Editais

Fumcult lançou três Editais da lei Aldir Blanc para artistas que atuam no município de Macapá.

Editais: Novos Talentos, Arte Presente e Manutenção dos Espaços Culturais no Município de Macapá. Inscrições até o dia 18 de novembro pelo site www.fumcult.macapa.ap.gov.br.

 

Lançamento

Dia 27 de novembro tem lançamento do EP Canícula Blues, do Trio Canícula Blues, no Bar do Vila (rua Mendonça Furtado – Centro, a partir das 21h. Agenda aí.

 

Agenda

Confira a agenda do Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra, na sexta (19): Concursos – Mais Bela Negra, Mais Belo Negro e Beleza Diversidade, apresentação do Grupo Kazumba Akele (poesia) e o show da cantora Mayara Braga.

 

1º lugar

Mangueira continua em 1º lugar no ranking das escolas de samba do Rio de Janeiro, com 64 pontos. Em 2º vem a Portela e em 3º lugar o Salgueiro.

 

Juventude

Projeto Marabaixo da Juventude é formado por um grupo de jovens de vários bairros, ligados às comunidades negras e famílias tradicionais do Amapá.

Essa ‘garotada’ continua fortalecendo e perpetuando a cultura do povo tucuju. O Marabaixo.

 

‘Todas as Luas’

Título de um dos discos (CD) do cantor e compositor amapaense Nivito Guedes.

Uma ótima pedida pra ouvir em casa e “São Jusa” é uma das canções de destaque desse projeto. Aconselho.

A intolerância é o próprio desamor

O cantor, compositor e poeta amapaense, Osmar Júnior, têm escrito vários assuntos em página no Facebook, com diferentes temas, que vem chamado a atenção de quem o segue nessa rede social. Um deles é esse: A intolerância é o próprio desamor
Uma coisa eu observei na tal da sofrência. Ela brinda as relações ditas casos de amor, casamento, namoro, amizade sexual e o escambal, com tolerância e a velha e boa fossa, elemento que nos proporciona chorar, esquecer e partir pra outra sem violência. Ou mesmo engolir seco e dizer: eu amo e pronto.
É que a sociedade transformou em um adjetivo chamado “corno”, até isso operou em uma mentalidade machista ou femini machista (*criei isso agora ).
O problema é que o tal do “chifre” carrega milênios de cultura machista e muitos terminam em morte.
Ora chifre! Isso só dói, só é um porre, esse negócio de lavar a honra com sangue é coisa de Coronel.
Então, viva Marília Mendonça e Reginaldo Rossi, e vamos parar de se matar.
Bora beber. (Osmar Júnior).

 

 

CARAVANA: uma caravana é um comboio de mercadores, viajantes, peregrinos, torcedores ou qualquer tipo de pessoa, que agrupam-se para percorrer grandes distâncias, muitas vezes por motivo de segurança. Nos desertos, como o do Saara, são movidas por camelos ou dromedários.

 

Sim, eu tenho a cara do Saci
O sabor do tucumã
Tenho as asas do Curió
E namoro cunhantã
Nilson Chaves

 

Sambou
Neste sábado (13) tem show de samba, na Arena Star Soccer (ao lado da sede de Boêmios do Laguinho), na av: General Osório, entre as ruas Eliezer levy e General Rondon, a partir das 16h, com o Pagode dos Moreiras e Bakaninha da Beija-Flor. Informações: 99907-6236 e 98105-8000.

 

Comunicação
Competente jornalista cultural, Cláudio Rogério está assinando a assessoria de comunicação do Encontro dos Tambores, realizado pela UNA, que vai acontecer no Centro de Cultura Negra – Laguinho, a partir do próximo dia 17.

 

Voz feminina
Beija-Flor vai lançar na Sapucaí, em 2022, a voz feminina da cantora Jéssica Martins, para brilhar no time comandado por Neguinho da Beija-Flor, que é o microfone oficial da azul e branco. Boa sorte.

 

Música
Neste sábado (13) o poetinha da Amazônia, Osmar Júnior, vai soltar a voz no Sr. Espetto (av: Padre Júlio – Centro), cantando os seus maiores sucessos e de outros parceiros. A partir das 21h. #Aconselho.

 

‘Tarumã das Estrelas’
Título de uma bela obra musical assinada pelo poetinha, Osmar Júnior, gravada por Amadeu Cavalcante e cantada em vários festivais pelo Brasil. “Ei madame, ei maninha, o meu tarumã foi pras estrelas, podendo vê-las lá do espaço sideral…”.

 

O Centauro
Escritor Fernando Canto vai lançar mais uma obra literária, ‘O Centauro e as Amazonas’, dia 16 de setembro, no Restaurante Norte das Águas (Araxá), a partir das 18h.
Atrações musicais e poéticas de: Amadeu Cavalcante; Osmar Júnior; Nani Rodrigues; Finéias Nelluty, Fernanda Canora; Wendel Cordeiro; Edu Gomes; Coletivo Juremas; Kassia Modesto e Negra Áurea.

 

Milton Cunha lança livro com crônicas

O artista carnavalesco, comentarista de carnaval (TV Globo) e escritor, Milton Cunha, está lançando o livro de crônicas ‘Viva e Aproveite’, onde reúne textos do dia a dia, em cima dos vídeos que produziu durante a pandemia.

 

“As pessoas me conheciam da pluma e do brilho. Queria passar a rasteira nelas. Sou o palhaço que penso. Há sete anos, comecei gravando vídeos e quando cheguei aos quatro milhões de seguidores, eu decidi fazer o livro, eles estavam me cobrando texto. A pandemia mexeu muito com a gente. Começo o livro dizendo que vai começar o primeiro ano do resto das nossas vidas. O que vamos fazer?, quem sobreviveu vai honrar como?, a dádiva do existir. Foi transformar a fala no texto. O suporte da fala é mais fácil, mas a literatura tem pegada da organização e eu queria mostrar essa erudição. Foi um ano e seis meses de produção”, disse Milton.

 

“Esse espaço da conversa é muito importante. De carnavalesco para carnavalesco sobre intenções, possibilidades de texto, como isso desdobra em discurso visual. Foi tão lindo ver os artistas discorrendo sobre setores, fantasias, trabalhos em barracão. Nunca mais vamos parar. Todo ano vamos abrir esse espaço. É preciso escutar os criadores”, finalizou. (www.carnavalesco.com.br).

 

******************************************************

Sou um homem, nada mais que um homem
Mesmo que a aurora não tenha nascido
Mesmo que eu esteja dormindo
Mesmo colhendo uma lágrima, sou um homem

Alcy Araújo

******************************************************

 

Literatura

Escritor amapaense, Carlos Nilson vai lançar o livro ‘Antologia e Iconografia Poética’, na quarta (17), na Biblioteca Elcy Lacerda (Centro), às 19h.

São poemas, contos, e crônicas que falam sobre a sua vida, seus amores, sua família e as recordações da Macapá de sua juventude.

 

Tio Duca

Tradicional domingueira do Tio Duca vai receber, nesse dia 14, os DJ’s Marco (Famosinho) e Tárcio (Considerado), a partir das 19h.

 

‘Batuqueiros’

Título do 1º disco do cantor e compositor amapaense, Paulinho Bastos, agendado para ser lançado nas redes sociais e plataformas digitais, no próximo dia 18. Participação especial de Patrícia Bastos, Oneide Bastos, Skipe, Poliana Bastos e outros artistas.

 

Museu

Museu Sacaca vai realizar a Semana da Consciência Negra, a partir do dia 23 de novembro, com temas voltados para a valorização no negro.

 

‘Retalho’

Projeto Retalho lança o single ‘Noites Branca’, disponível nas plataformas digitais. O compositor Eduardo Camargo, autor da obra, diz que a música marca um novo momento do disco.

 

‘Iárica’

Título de uma nova música que o poeta Joãozinho compôs, para a cantora tucuju, Patrícia Bastos, em parceria com o compositor Cristovão Bastos.

 

‘Grito de Liberdade’

Música da cantora e compositora amapaense Rose Show, ‘Grito de Liberdade’. Uma canção no ritmo do marabaixo para valorizar a força, luta e conquista da mulher tucuju.

“Eu quero mudar, Amapá/Eu quero voar, Brasil/Eu sou mulher pra enfrentar, borboletas a mil…”.

Show Beto 7 Cordas e a guitarrada

A guitarrada volta ao circuito de shows no Amapá com estilo e referência, neste sábado (13), com o projeto “Beto 7 Cordas e a Guitarrada”. Os sons de Mestre Vieira, Aldo Sena e Barata, entram no repertório da noite que apresenta um apanhado das guitarradas do Norte e outros ritmos como lambada, cúmbia, carimbó e brega, uma fusão de ritmos contagiante, com grandes músicos amapaenses. O show inicia às 22h, no espaço cultural Sankofa, na orla do Araxá.

 

A guitarrada surgiu no Pará, inspirada por outros gêneros musicais, por obra de Mestre Vieira, nos anos 70, valorizando ritmos amazônicos e caribenhos

 

O projeto Beto 7 Cordas e a Guitarrada iniciou em 2001, seguindo a tendência musical que arrastava o povo para dançar acompanhado ou sozinho no salão. Durante a trajetória, muitos músicos participaram da formação musical, e se apresentaram em palcos de grandes eventos culturais em todo o Amapá.

 

Beto 7 Cordas atua como músico profissional desde os anos 80, tocando em bandas famosas e acompanhando artistas renomados da cena musical, regionais e instrumentais. Dadá Lopes é mestre no contrabaixo e está nos palcos há 40 anos tocando violão e baixo, com passagem pelas inesquecíveis The Tramp´s, Setentrionais e Warilow. Durbam Cardoso, guitarra base, está sempre presente nos melhores palcos acompanhando Negro de Nós, Dom Juan, Suelen Braga, entre outros; Rosivaldo de Moraes, baixo, esteve nos palcos de Odair Joseé, Núbia Lafaiete, Setentrionais, Moara.

 

Nesta edição o projeto Beto 7 Cordas e a Guitarrada tem a participação de Lene Balieiro, cantora paraense que, entre muitas formações, brilhou na banda Sakarolha, grupo Sambarte, Xanadu, acompanhou Ronery e Olemax. Para curtir esse show e obter mais informações, entre em contato pelo (96) 98807-4533, e garantir a mesa ou ingresso individual. (Mariléia Maciel).

 

**************************************************

Enquanto os homens exercem seus podres poderes
Motos e fuscas avançam os sinais vermelhos
E perdem os verdes
Somos uns boçais

Caetano Veloso

**************************************************

 

Encontro dos Tambores

Programação do tradicional Encontro dos Tambores, realizado no Centro de Cultura Negra, vai acontecer de 17 a 25 de novembro e 2 de dezembro, a partir das 19h.

 

Divulgação

Piratas Estilizados sai na frente e já está divulgando o seu samba de enredo 2022, com a voz de Tinga da Vila Isabel na gravação oficial.

O samba da mais querida foi produzido no Rio de Janeiro. Saindo na frente.

 

Cinema

O filme amapaense ‘Cartografia Sentimental Tucuju’ estreia na programação virtual do Cine Passeio, em Curitiba (PR).

O filme será exibido gratuitamente, a partir desta quinta (11), pelo canal oficial do projeto Cartografia Sentimental Tucuju.

 

Sorteio

Nesta quinta (11) será realizado o sorteio com a ordem das comunidades que irão se apresentar no Encontro dos Tambores, a partir do dia 17 de novembro, no Centro de Cultura Negra – Laguinho.

 

Reggae

Nesta quinta (11) é dia do Reggae do Sankofa, a partir das 18h, com os DJ’s Joel, Mago e Rijkard. O endereço da Casa de Cultura Sankofa é na rua Beira Rio – Santa Inês. Informações: 99101-2881.

 

Toada

No sábado (13) o Grupo Essência da Amazônia vai realizar o projeto Cunhã Gay 2021 e A Noite das Sinhazinhas: Fabíola Almeida (Guerreiros Wayana); Dayane Suelem (CDC); Luciana Lima (Essência da Amazônia) e Taynara Viegas (Amigos da Toada).

O evento está agendado para acontecer na sede do Império Solidariedade, na av: Marcílio Dias – Jesus de Nazaré, a partir das 20h. Ainda terá a participação da Tribo Zona Norte Essência da Amazônia e o Maestro DJ Valmir. Informações: 99149/1672 e 98430-4415.

 

Referência

Artista plástico amapaense, Vagner Ribeiro é um guerreiro no comando da galeria de Arte Samaúma. Pra ele não tem tempo e nem obstáculos. Enfrenta qualquer desafio para mostrar suas belas obras. Parabéns.

A cultura da música

A música é a mais universal das artes. Sua presença se dá não apenas ao longo da história, mas também nas mais variadas formas e culturas. Não há civilização, grande ou pequena, que não possua sua própria expressão musical. A apreciação dessa arte não depende de língua ou nível cultural. É o prazer proporcionado por essa mistura de harmonia, ritmo, melodia e timbre o que realmente importa. Pois a música está diretamente ligada ao encadeamento de emoções.

 

As composições podem nos suscitar alegria ou tristeza, euforia ou paz de espírito. O espectro emocional é vasto e pode unir diversas pessoas em um contexto social através de um mesmo sentimento. Do tropicalismo brasileiro, ao punk londrino. Do samba carioca de Noel e Cartola ao blues americano de B.B. King e Muddy Waters. Alguns desses movimentos ganharam amplitude mundial. Nada mais natural já que a música é capaz de unir diferentes culturas. Afinal, os ritmos contagiam. A corda de violino que reproduz Beethoven fala à alma do ouvinte hoje, como falava ao compositor alemão 200 anos atrás.

 

Para melhor apreciar essa criação humana é importante adquirir cultura musical. Hoje, graças à tecnologia, as pessoas ouvem música com mais frequência. Quase o tempo todo. Mas poucas entendem de verdade essa arte. É importante lembrar que a música não se resume à sua função de entretenimento. É preciso, em primeiro lugar, abrir o nosso leque para além daqueles sons que nos parecem imediatamente agradáveis. Pois respeitar e entender a expressão musical de diferentes culturas e grupos expande a nossa visão de mundo.

 

Isso é importante para estimular uma maior tolerância à diferença. Uma necessidade cada vez maior em nossa sociedade moderna. Outro benefício da cultura musical irá surgir na maior referência para as pessoas que se iniciam no mundo da composição. É a falta de referências que ocasionam um cenário de empobrecimento musical. Quanto mais vasta a sua cultura nesse campo, mais rico e criativo o resultado das suas composições. Mas nada disso é mais importante do que o aspecto lúdico e educacional da música. (https://www.sabra.org.br/).

 

*******************************************************

Quando a terra pediu socorro
Eu estava no morro batendo tambor
E a levada do Marabaixo
Armou o meu braço a seu favor

Binho/Zé Miguel

*******************************************************

 

‘Serrado’

Título da música de Djavan, lançada em 1978, é uma das preferidas do artista por sua rica versatilidade melódica.

“Se o senhor me for louvado eu vou voltar pro meu serrado, por ali ficou quem temperou o meu amor e semeou em mim essa incrível saudade..”.

 

‘Ainda Laguinho’

Título da música de Heraldo Almeida e Osmar Júnior, vencedora do 1º Festival de Samba e Pagode do Amapá, em 1991. A obra está sendo gravada por Mayara Braga em seu primeiro disco, ‘Negra da Luz’.

 

Tambores

Centro de Cultura Negra está preparado para o Encontro dos Tambores, a partir do dia 17 de novembro, totalmente reformado.

 

‘Jardim Infame’

Título de uma bela música de Val Milhomem e Amadeu Cavalcante, gravada por Amadeu. “Um beija flor voou deixando eu meu jardim uma açucena chorosa, que era viçosa e hoje é fim…”.

 

Sucesso

O produtor e criador do Amapá Jazz Festival, Finéias Nelluty, informa que a 13ª edição do evento, realizado recentemente, foi um sucesso.

 

‘Quilombola’

Título do novo disco do cantor e compositor amapaense, Zé Miguel, já em processo de gravação. Antes do final do ano vamos tocar algumas músicas, no programa O Canto da Amazônia (Diário FM 90,9).

 

Sem limite

Conselho da Liesap aprovou uma mudança considerada no quesito Comissão de Frente. Antes o número máximo de componentes era de 15. Com a proposta de alteração de Piratas da Batucada, apenas o mínimo de 9 permaneceu. Com relação ao número máximo, esse deixou de existir. Mais uma tradição histórica foi quebrada no carnaval do meio do mundo.

Salgueiro cassa título de Benemérito do filho de Regina Celi

Em reunião realizada na quadra da escola, o Conselho Deliberativo do Salgueiro votou e aprovou a cassação do título de Benemérito de Renato Duran, filho da ex-presidente Regina Celi. Além disso, integrantes que participaram da administração de Celi tiveram seus títulos de sócios contribuintes cassados.

 

Segundo o edital de convocação para reunião, assinado por Francisco Latorre, presidente do Conselho, foi apresentado um “relatório da Comissão de Sindicância que apurou as irregularidades estatutárias, administrativas e financeiras cometidas na gestão de Regina Celi no período entre 2014 e 2018.

 

Em uma publicação nas redes sociais, Regina Celi se posicionou sobre a decisão tomada pelo Conselho do Salgueiro.

 

“Mais uma vez, venho comunicar a todos vocês a injustiça e a perseguição que estão sendo perpetradas contra todos aqueles que trabalharam comigo na administração anterior, principalmente em face dos meus familiares. Na assembleia realizada na data de 04/10/2021, utilizando-se de argumentos mais esdrúxulo, isto é, falta de localização de Renato Duran, cassaram seu título de benemérito, como também, em uma atitude altamente intimidadora, cassaram o título de contribuinte de todos aqueles que nos auxiliaram na Administração. Tenho certeza absoluta que com ódio e vingança a nossa agremiação não irá conseguir nada. Prestei meus serviços por longos anos no Salgueirio e jamais admitir, de forma alguma e, principalmente, por respeito a todos, que fosse casado qualquer título de membro da Agremiação. Carnaval Não se faz com Ódio e Vingança! Em respeito à Agremiação e a todos os componentes, principalmente aqueles que me acompanharam e que continuam ao meu lado mesmo diante dos entraves, permanecerei lutando pelos direitos daqueles que estão sendo injustiçado. Salgueiro acima de tudo!”. (www.carnavalesco.com.br).

 

**********************************************

Olha meu amor
O que eu quero é te beijar
Seja onde for
Ou aqui ou acolá

Joãozinho Gomes/Amadeu Cavalcante

**********************************************

 

Eleição

Conselho Estadual de Política Cultural vai realizar eleição no próximo dia 21, para escolher os novos representantes e possíveis reeleitos dos segmentos culturais do Amapá.

 

5 anos

O projeto Samba do Rei vai comemorar seus 5 anos, na sexta (12), no Sesc Araxá, a partir das 18h.

Atrações: Bakaninha da Beija Flor, Cafú Rota Samba, Marcelinho do Cavaco, Kinzinho e Trio Bom Ki Só. Informações: 99172-7209.

 

Aclamado

Advogado Maurício Corrêa é o novo presidente de Piratas Estilizados, aclamado no domingo (7). O ex presidente da escola, Flávio Picanço, é o vice. Boa sorte.

 

‘Curiaú’

Título da música do maestro Manoel Cordeiro que está no repertório de seu 2º disco, ‘Guitar Hero Brasil’.

 

Organização

Moradores da comunidade de Campina Grande estão se mobilizando para acompanhar o grupo Herdeiros do Marabaixo, no Encontro dos Tambores, que inicia no dia 17, no Centro de Cultura Negra.

 

‘Flor Morena’

Cantora e compositora carioca, Aline Calixto divulga mais uma música do DVD de seus 10 anos de carreira.

A música ‘Flor Morena’ é um presente de Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho para a cantora. Confira em todas as plataformas digitais.

 

Tempos Remotos’

Título da primeira parceria musical do poeta Joãozinho Gomes com o músico e cantor, Thiago K. A obra está disponível em todas as plataformas digitais.

Rodas de Samba são regulamentadas no Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, participou da assinatura do decreto que regulamentou as rodas de samba na cidade, na noite desta sexta-feira (5). Perguntado sobre o carnaval em fevereiro de 2022, Paes garantiu que acontecerá e ainda falou sobre a subvenção para escolas de samba.
“Vai ter carnaval, a verba foi liberada (subvenção para todas as escolas de samba produzirem seus desfiles). Vocês nem viram no Diário Oficial (brincou)”, disse Paes. Durante o encontro, Paes enalteceu a cultura, o samba e prometeu apoio para os sambistas.
“Tenho muito orgulho de ter colocado recurso na cultura. Infelizmente, tem visto pessoas que fazem cultura sendo atacadas. No Rio, vivemos nos últimos anos um inverno tenebroso, sob a batuta do preconceito. Gente que não gosta do que a cultura popular produz, porque ela tem matriz africana. Essas pessoas não conseguem entender e respeitar o diferente. Não tenho dúvida de que o carnaval sofreu perseguição ao longo desses anos e o samba também, por um fundo religioso, de não respeitar a fé e a crença dos outros. Temos que que fazer um programa de subsídio direto, juradicamente, precisamos ver como fazer isso. Faço questão de terminar o Dia da Cultura em uma roda de samba. A cultura vai voltar a ter muito apoio, porque ela revela nossa identidade, faz da gente o Rio de Janeiro e o Brasil”.
No Dia Nacional da Cultura, comemorado nesta sexta-feira (5), a Prefeitura do Rio regulamentou as Rodas de Samba em espaços públicos cariocas. O prefeito Eduardo Paes, ao lado dos secretários de Cultura, Marcus Faustini, e de Governo e Integridade Pública, Marcelo Calero, assinou o decreto no Museu de Arte do Rio, na Praça Mauá, com direito à roda de samba. A partir de agora, haverá um novo cadastramento e um calendário atualizado para o circuito das Rodas de Samba, atendendo a normas da Vigilância Sanitária e das secretarias de Ordem Pública (Seop), de Cultura (SMC) e de Governo e Integridade (Segovi). (www.carnavalesco.com.br)

 

 

CORRENTEZA: A correnteza de um curso de água é o trecho em que a sua corrente vai mais rápida (acima do fluxo médio), geralmente formando ondulações e pequenas ondas, e ocorre usualmente em um terreno raso e acidentado. Muitas vezes, consiste em um leito rochoso de cascalho e de seixos ou de outras pequenas pedras. Esta parte do curso de água é um importante hábitat para a pequena biota aquática, como pitus ou pequenos peixes.

 

 

Meu coração tropical
Amanheceu batucando por você
Eu não sou anormal
Aqui do outro lado do Brasil
Osmar Júnior

 

 

Edital
Secult lança o Edital Mauro Guilherme para contemplar 385 propostas de produções artísticas nas categorias: Multilinguagens/Novos Talentos, Multilinguagens, Cultura popular, Folguedo Junino, Cultura Gospel e Música Autoral.
As Inscrições vão até 23 de novembro. Informações no site da secretaria www.secult.ap.gov.br.

 

Aguardando
Artistas continuam aguardando a manifestação da Fumcult sobre o Edital 001/2021, que fora cancelado após a saída do DJ Alan Christofer da Fundação. Com a palavra o gestor da pasta, diretor-presidente Olavo Almeida.

 

Homologado
Como foi a única chapa inscrita para a eleição de Piratas Estilizados, neste domingo (7), o nome do advogado Maurício Corrêa, que ocupava a vice presidência da escola, será homologado como o novo presidente da mais querida do carnaval amapaense, para o biênio 2021/2023. Parabéns e boa sorte.

 

Mestre Bené
O primeiro presidente de Boêmios do Laguinho, Mestre Bené será homenageado pelo enredo da vermelho e branco no carnaval de 2022: ‘Mestre Bené: Rei da Boemia, o Bamba Fundador de Uma Nação’.

 

Atração
Não é oficial, mas possivelmente vem uma atração nacional para se apresentar na programação do Encontro dos Tambores, no Centro de Cultura Negra.

 

‘Todas as Luas’
Nome de um dos discos (CD) do cantor e compositor amapaense Nivito Guedes, está sendo uma ótima pedida para você ouvir em casa. Boa pedida.

 

Negritude
Um agrado especial e merecido à professora e poeta Maria Áurea. A ‘Negra Áurea’ como gosta de ser chamada.
Com sua voz forte e poderosa ela declama seus belos poemas e ilustra com amor os temas sobre a negritude. Parabéns.