Estamos sós no Universo?

Já faz algum tempo, pesquisas e estudos comparativos chegaram a evidente conclusão da inegável existência de outras galáxias e consequentemente de outros mundos.

Compartilhe:

Seria muita pretensão de qualquer mortal pretencioso achar que somente nós, seres humanos imperfeitos cheios de defeitos, somos os únicos seres inteligentes em estágio de evolução a habitar nesta imensa vastidão do universo. E olha que nossa galáxia é apenas um grão de areia se comparada a inimaginável dimensão do universo.

Já faz algum tempo, pesquisas e estudos comparativos chegaram a evidente conclusão da inegável existência de outras galáxias e consequentemente de outros mundos. Basta estudar e ver com olhos de ver os hieróglifos egípcios, as mensagens sumérias, maias e astecas, por exemplo. Todas elas concidentemente fazem grandes referências ao celeste e ao espacial e a visitantes que disseminaram uma cultura superior vinda de mundos bem superiores ao nosso.

Quero chamar a atenção aqui é como a forma cultural de antigas culturas perpetua-se no tempo, influencia gerações e procura sempre o mesmo: A evolução na busca da Luz. A página 73, da antológica obra Os Exilados de Capela, de Edgard Armond, com mais de 300 mil exemplares vendidos, em sua 4ª edição, 5ª reimpressão (fevereiro/2014), narra sobre a tradição religiosa dos hindus. E H.P. Blavatsky, na parte divulgada ao Ocidente, revela:

– Seres gloriosos, aos quais seu aspecto brilhante valeu o título de Filhos do Fogo, constituem uma Ordem Sublime entre os Filhos de Manas. Eles tomaram sua habitação sobre a Terra como instrutores divinos da jovem humanidade.”

Percebam um conceito original do puro antigo egípcio a englobar as seguintes ideias:Verdade, justiça, harmonia e retidão moral:
Ma’at-neb-men-aa, ma’at-ba-aa
Para pesquisadores, seu significado é:
Grande é o Mestre da Retidão, Grande é o espírito da Retidão.

O grande ufólogo Giorgio Tsoukalos, considerado uma celebridade mundial, indaga o seguinte:

“As pessoas religiosas dizem que somos os únicos no universo e que Deus nos criou e que somos os melhores. Fantástico! Mas o que é tão grande quanto Deus para ter apenas uma espécie e um planeta com vida na vastidão do universo? A comprovação de vidas em outros planetas faz de Deus ainda mais magnífico se não estivermos sozinhos.”

Ao longo da história, milhares e milhares de pessoas já tiveram contatos extraterrestres. São civis, marinheiros, soldados e pilotos da força aérea de vários cantos do planeta, cada um com sua história, cada um com seu relato, cada qual com sua verdade. Negar tais fatos, documentos, fotos e vídeos comprobatórios não parecem o mesmo que tentar tapar o sol com a peneira e ignorar o óbvio da existência da vida em outros planetas?


 
Compartilhe: