Cidades

Água descartada pela Unifap abre cratera na saída do bairro Zerão

Moradores reclamam que o problema é recorrente há vários anos, mas foi agravado com a obra do Hospital Universitário.

Compartilhe:

Vários ouvintes do programa LuizMeloEntrevista (DiárioFM 90,9) reclamaram na manhã desta quarta-feira (16) que uma grande cratera causada por água descartada da Universidade Federal do Amapá (Unifap) está dificultando o fluxo de veículos que utilizaram uma das duas únicas saídas e entradas do bairro. O buraco, segundo eles, já existe há vários anos, mas vem aumentando consideravelmente nos dias atuais por causa da obra do Hospital Universitário, porque o volume de água despejado em via pública cresceu significativamente.

 

Uma ouvinte, que se identificou como Nelma, relatou a situação e pediu providências: “Temos apenas duas entradas e saídas do bairro, uma pelo Conjunto da Embrapa e outra pelo Marco Zero, que é através da Rua Osvaldo Veras,somos bairro apenas com 2 saidas uma pelo conjunto da Embrapa e outra pelo marco-zero; essa saída da 7ª Avenida do Congós está causando um problema sério porque a situação está muito critica; naquele perímetro há uma escola estadual e uma municipal, além de outra que vai ser inaugurada nos próximos dias, mas está cada vez mais difícil transitar ali por causa de uma enorme cratera que se formou e está aumentando mais ainda nos últimos dias porque a Unifap vem jogando um volume de água ainda maior no local”.

 

Ouvinte assíduo do programa, o secretário municipal de Obras, Emílio Escobar, telefonou para a bancada do programa e reconheceu a existência do problema, mas revelou que já estão sendo feitas tratativas para solucioná-lo: “Na última segunda-feira nós estivemos no local, constatamos a origem do problema e já estamos buscando uma solução com o pessoal da obra da Unifap”.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *