Cidades

Autoridades atendem mais de 80 chamados provocados por ventania

Os fortes ventos que atingiram os municípios de Macapá e Santana, na tarde desta quinta-feira, 23, foram de 74 km/h, segundo o registrado na estação meteorológica instalada na sede do Exército (34º BIS), na capital.

Compartilhe:

Os resultados são monitorados Núcleo de Hidrometeorologia do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa), que previu a ventania no boletim emitido às autoridades na quarta-feira, 22.

Já a estação monitorada pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM), no bairro Perpétuo Socorro, registrou ventos de até 77 km/h, com rajadas de 93 km/h.

Até o início da noite, cerca de 86 ocorrências já haviam sido registradas e atendidas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM). As rajadas derrubaram árvores que caíram em cima de carros, residências e escolas. Casas e empreendimentos comerciais foram destelhados. Vidros de fachadas de lojas também não resistiram aos fortes ventos.

Acompanhada de pancadas de chuva, a ventania também deixou caos no trânsito, que ficou tumultuado com semáforos apagados. Os ventos arrebentaram fios da rede de distribuição elétrica das duas cidades. Vários bairros ficaram sem energia.

Nas mediações da Praça Floriano Peixoto, centro da capital, árvores foram arrancadas pela raiz. Em uma boate, também no Centro, a marquise despencou. A Defesa Civil colocou agentes nas ruas para ajudar os bombeiros.

Uma força-tarefa formada pela Defesa Civil do Estado e do município, além do Corpo de Bombeiros, percorre vários bairros da cidade atendendo as ocorrências. A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) também está dando suporte para que a energia seja restabelecida. Outra prioridade é para a desobstrução de vias de grande fluxo para que o trânsito não seja atrapalhado.

O meteorologista Jefferson Vilhena, do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) disse que o boletim enviado na quarta-feira, 22, às autoridades previa pancadas de chuva com rajadas de vento entre 40 e 50 km/h, o que já é acima da média no Estado, que geralmente ficam entre 20 e 25 km/h.

Segundo ele, os ventos desta quinta-feira foram os mais fortes já registrados no Amapá nos últimos quatro anos. Em 2012, rajadas de 70 km/h provocaram muitos estragos na zona oeste da capital. “Naquele ano, o evento foi localizado. Já hoje, a ventania foi mais ampla, se estendeu Macapá e Santana”, destacou o meteorologista.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *