Cidades

Centro Covid HU lança programação voltada a biossegurança hospitalar

A Semana de Treinamento foi elaborada pela por uma comissão do Hospital Universitário em parceria com a Unifap, Serviço de Saúde Ocupacional e do Núcleo de Epidemiologia do HU.

Compartilhe:
Foto: Karla Santos

Com o objetivo de aumentar a segurança na rede de atendimento de saúde, na manhã desta segunda-feira, 3, a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Universitário (HU) lançou uma programação de treinamentos voltada aos colaboradores.

As temáticas abordadas buscam o aperfeiçoamento de boas práticas no ambiente de trabalho. As orientações são focadas em protocolos internos, como o de contato – que é voltado à prevenção contra bactérias multirresistentes e na higienização correta das mãos.

De acordo com Francisco Cardoso, o Centro Covid HU é, atualmente, referência estadual no enfrentamento à covid-19. São 110 leitos clínicos, 70 leitos de UTI e 1.014 colaboradores atuando na linha frente durante a pandemia.

“Os trabalhadores que lidam com essa grande demanda precisam do suporte necessário para a construção de um ambiente de trabalho seguro. O evento é essencial para a saúde do trabalhador do HU e ajudará a fortalecer o controle de infecções e a importância de higienização das mãos”, completou o administrador do hospital.

Maracy Andrade, secretária adjunta de Enfrentamento à Covid-19, afirma que a semana de enfrentamento elaborada pelo HU é de grande necessidade por reforçar a precaução que deve ter para não ser reinfectado pelo coronavírus.

Nós sabemos que os profissionais na linha de frente dos hospitais são os mais acometidos pela covid-19, justamente por conta da exposição direta ao vírus. Os profissionais da saúde devem estar atentos às normas de proteção, colocar em prática diariamente e não relaxar em momento algum. Essas práticas de higienização são essenciais contra o novo coronavírus, mas também protegem de várias outras doenças, completou a secretária.

O evento também reforça a importância do preenchimento correto das fichas de notificação, tanto da covid-19 quanto de outras doenças que são de divulgação obrigatória.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *