Cidades

Com 99% de alcance, campanha de vacinação contra o influenza encerra no Amapá

Estado foi o único da região norte a atingir a meta de cobertura vacinal. Ao todo, 174.457 pessoas foram vacinadas nos 16 municípios.

Compartilhe:
Foto: Arquivo Secom

O Amapá é o único estado da região norte a ultrapassar a meta de 90% de cobertura vacinal dos grupos prioritários na 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza, que encerra nesta terça-feira, 30.

Ao todo, 99, 90% do público-alvo recebeu a vacina, totalizando 174.457 pessoas em todo estado.

Os dados são do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS), responsável pelo monitoramento das campanhas de imunização em todo o país.

O resultado vem dos esforços do Governo do Amapá que, junto às prefeituras, desde o início da campanha vem realizando ações para atingir a meta entre os grupos prioritários, formados por crianças, gestantes, idosos, trabalhadores da saúde, puérperas (mulheres cujo parto ocorreu em até 45 dias), pessoas com deficiências e com doenças crônicas e adultos de 55 a 59 anos.

Apenas dois municípios não atingiram a meta, Itaubal e Amapá.

Confira aqui a cobertura vacinal por município e por grupo prioritário 

O feito ganha maior relevância quando é considerado que os municípios responsáveis pela aplicação das doses estiveram com as atenções voltadas para o enfrentamento à covid-19.

Devido à pandemia, no decorrer da campanha foram realizadas várias estratégias de vacinação, entre elas: drive thru (vacinação no carro), vacinação de casa em casa, e postos de imunização nas escolas.

A coordenadora da Unidade de Imunobiológicos da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Andréa Marvão, avaliou a campanha de vacinação no estado de forma positiva, tendo em vista todos os esforços realizados para a efetivação.

“Estamos encerrando a campanha nacional contra a influenza com saldo positivo para o Amapá, o único estado da região norte a atingir a meta de cobertura vacinal, em todos os grupos prioritários. Então é extremamente positivo o trabalho desenvolvido pelas secretarias municipais junto ao governo do Estado, tanto de apoio e organização, como o de monitoramento das doses aplicadas pela Unidade de Imunobiológicos da SVS”, pontuou Andréa Marvão

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *