Cidades

Com avanço da vacinação, Amapá avalia retorno das aulas presenciais para o 2º semestre

Segundo o governador, “a confirmação dessa projeção depende da manutenção do ritmo de envio de doses pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), como também da aquisição direta que estamos fazendo das vacinas Sputnik e Butanvac”.

Compartilhe:

Da Redação

O governador do Amapá, Waldez Góes, falou na manhã desta quarta-feira (9) sobre um possível retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino, que tem realizado as atividades somente de forma remota desde 2020.

Pelas redes sociais, o governador disse que, sendo otimista, é possível que o ensino híbrido aconteça nas escolas estaduais a partir do segundo semestre de 2021. “Mantendo esse ritmo de vacinação, nossa expectativa é que as aulas possam retornar no sistema híbrido já no segundo semestre. Sendo otimistas, pode ser até mesmo em agosto, caso todos os profissionais estejam vacinados. Estamos falando de uma expectativa de, pelo menos, mais 60 dias. Não é hoje, nem amanhã”, frisou Waldez Góes.

Segundo Waldez, “a confirmação dessa projeção depende da manutenção do ritmo de envio de doses pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), como também da aquisição direta que estamos fazendo das vacinas Sputnik e Butanvac”.

Ainda de acordo com o governador, as aulas presenciais só retornam quando todos que compõem a comunidade escolar, das merendeiras aos professores, estejam vacinados e seguros. “Todas as entidades que representam estas categorias, que já dialogam com diversos setores do governo, continuam convidadas a participar da construção do melhor formato para o retorno seguro”, finalizou Waldez Góes.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *