Cidades

Com recursos para começar obra do novo Porto de Santana, Randolfe cobra celeridade na análise do projeto ao GEA

O pedido reitera ao Estado do Amapá solicitação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) acerca de protocolo firmado em 2017. O órgão federal será responsável pela execução do projeto.

Compartilhe:

O senador Randolfe Rodrigues (REDE) reforçou, nesta quinta-feira (30), o pedido ao Governo do Amapá e Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema) de análise de licença prévia ambiental do projeto básico para a construção do novo Porto de Santana.

 

O pedido reitera ao Estado do Amapá solicitação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) acerca de protocolo firmado em 2017. O órgão federal será responsável pela execução do projeto.

Randolfe destinou este ano, através de emenda, R$2.000.000,00 (dois milhões de reais) que serão usados pelo DNIT para pagar o projeto executivo e a parte inicial da execução das obras. Em 2021, o senador já confirmou que também irá alocar recursos de emenda individual para o prosseguimento da obra.

 

Segundo o parlamentar, o projeto é de grande importância para o fortalecimento econômico do Estado do Amapá devido o Porto de Santana ser uma das principais rotas marítimas de navegação.

 

“A localização do Terminal Hidroviário de Santana permite conexão com portos de outros continentes, além da proximidade com o Caribe, Estados Unidos e União Européia, servindo como porta de entrada e saída da região

amazônica”, destacou o senador.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *