Cidades

Combate ao sarampo: após fórum, Amapá terá vacinação de casa em casa

Ação de varredura vacinal inicia em 18 de janeiro para conter o surto da doença no estado.

Compartilhe:
Cidades amapaenses que apresentam maior incidência de casos de sarampo ou estão em área de fronteira terão, a partir do dia 18 de janeiro, ação de imunização contra a doença de casa em casa.

A medida reforçará a campanha de vacinação contra a doença e será executada pelo Estado com apoio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). A varredura vacinal faz parte do Plano Estadual de Combate ao Sarampo.

A decisão foi divulgada  nesta terça-feira, 12, em um encontro entre  gestores e técnicos do Estado, representantes da Opas, e secretários municipais de saúde.

O Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 também foi abordado na reunião, que prolongou as discussões abordadas durante o Fórum Governo e Prefeituras juntos por um Estado Forte.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Dorinaldo Malafaia, detalhou os principais pontos do encontro.

“Alinhamos com os novos gestores a importância de continuar e intensificar as ações de combate a covid-19 diante do mapa epidemiológico que apresenta crescente de casos. Outra pauta que tratamos foi o enfrentamento do surto de sarampo no estado que conta com o apoio da Opas”, esclareceu.

 

Plano de combate ao sarampo

O Amapá já registrou 189 casos de sarampo. Como medida de contenção, o Estado executará o Plano de Combate ao Sarampo que reforça a campanha de vacinação.

Uma das etapas do Plano é a ação de varredura vacinal de casa em casa partir do dia 18 de janeiro, nos municípios Macapá, Santana, Mazagão, Porto Grande, Laranjal do Jarí, Vitória do Jarí e Oiapoque.

A representante da Opas, Flávia Cardoso, detalha que o trabalho será amplo.

“Vamos atingir a população de casa em casa, rio a rio, comunidade e comunidade, alcançando o maior número de pessoas para conter o surto de sarampo com a vacina”, afirmou a técnica.

 

Plano de Vacinação contra Covid-19

O plano foi apresentado pela manhã durante o fórum de governadores, inicialmente o Governo do Estado investirá mais de 1 milhão e 500 mil para reestruturar toda rede de frio no estado, possibilitando estar  preparado para receber qualquer vacina que seja enviada pelo Ministério da Saúde.

O Estado vem trabalhando com duas frentes para que a vacina chegue no Amapá, a primeira com a relação tripartite entre governos Federal, Estadual e Municipais que aguarda a implantação do Plano Nacional de Vacinação, além disso, o estado já solicitou compra de 360 mil doses da vacina da Coronavac no instituto Butantan que poderá imunizar os grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *