Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Cidades

Concessão das empresas de transporte coletivo encerra neste domingo (7) em Macapá

Entidades foram notificadas, há 30 dias, sobre a advertência. Antônio Furlan afirmou que a PMM renovará os serviços “que forem necessários” após uma avaliação de critérios.


Luiz Felype Santos
Da Redação

 

O prefeito de Macapá, Antônio Furlan, afirmou que o prazo final da concessão das empresas de transporte coletivo encerra neste domingo (7). A declaração ocorreu durante o programa Luiz Melo Entrevista (Diário FM 90,9), nesta quinta-feira (5).

Na última quarta (3), a Prefeitura decretou situação de emergência no transporte coletivo da capital. O motivo da decisão é baseado em problemas antigos que todos os usuários conhecem: ônibus sucateados, rotas incompletas e horários irregulares. “A população tem sofrido com o transporte coletivo há muito tempo. A Prefeitura de Macapá está enfrentando esse problema e tomou a decisão de reorganizar o transporte coletivo. É um problema sério que deve ser enfrentado. A população sofre demais com isso”, manifestou o gestor municipal.

Furlan destacou que a licitação “está parada no Tribunal de Contas do Estado, que entendeu a suspensão” do processo. As empresas foram notificadas, há 30 dias, sobre a advertência da não renovação junto à Prefeitura.

A Prefeitura de Macapá está em diálogo com as empresas e renovará os serviços “que forem necessários” após uma avaliação de critérios.

A maior dificuldade do transporte coletivo de qualidade, segundo Furlan, é que “não existem empresas de ônibus disponíveis no país, mas a gente precisa enfrentar e colocar empresas que realmente tenham a boa vontade de atender os nossos munícipes”. “Essa concessão precária sempre foi assim e nunca foi possível fazer a licitação. A partir da segunda-feira (8), vamos colocar as empresas que se apresentarem como aptas a prestarem um serviço de qualidade à população”, frisou.

O prefeito de Macapá afirmou que vai acionar a Companhia de Trânsito e Transporte (CTMac) para alinhamento de ações sobre o caso.


Comente