Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Cidades

Conciliações entre moradores do Macapaba e CEA encerram com 92% de acordo positivo

Os mutirões intermediados pelo TJAP resultaram em R$ 3.584.399,91 em acordos.


O mutirão de conciliação realizado pelo Tribunal de Justiça do Amapá, em parceria com a CEA Equatorial, encerrou suas atividades, no último sábado (14), nos conjuntos Macapaba I e II. Mais de 500 atendimentos foram realizados entre os consumidores com dívidas junto à companhia elétrica. A ação concentrada, iniciada em 23 de abril, prosseguiu nos dias 30 de abril e 07 e 14 de maio com a realização de 634 audiências agendadas, 592 realizadas, 584 audiências positivas e 92% de acordo positivo. O que resultou em R$ 3.584.399,91 em acordos.

“O mais importante desta ação é que o consumidor está tendo condições de honrar com o pagamento daquilo que ele se propôs a pagar e a CEA Equatorial está recebendo aquilo que ela vendeu”, destaca Marconi Pimenta, titular da 5ª Vara do Juizado Especial Cível Norte e Coordenador da Central de Conciliação da Zona Norte.

O magistrado ressaltou que o mutirão é uma oportunidade para que as pessoas que encontram-se endividadas possam se regularizar junto a CEA. “O Tribunal de Justiça quer, cada vez mais, se aproximar da população e dar a oportunidade para as pessoas exercerem sua cidadania e buscar seus direitos”, garantiu.

O diretor do Procon, Luiz Pingarilho, disse que o Instituto abraçou essa ideia junto ao TJAP devido às diversas demandas da população – sobretudo das pessoas mais carentes, que estão com dificuldade de pagar suas contas de energia. “Ninguém vive sem energia, então essa ação é uma oportunidade única para que as pessoas consigam se regularizar junto à CEA e suavizar um pouco sua situação”, ressalta o diretor.


Comente