Cidades

Corpo de Bombeiros vistoria 282 estabelecimentos comerciais no Estado

Militares atuaram simultaneamente por meio da operação em Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque

Compartilhe:

Estabelecimentos comerciais de vários ramos foram alvo da “Operação Tiradentes”, desencadeada em todo o país. No Amapá, de 20 a 22 de abril, 324 militares do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP) atuaram realizando vistorias quanto à prevenção de incêndio e pânico, além de validação de licença e outros itens. A ação ocorreu simultaneamente nos municípios de Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque, onde, ao todo, foram notificados 120 estabelecimentos.

As visitas aconteceram nas áreas centrais destas regiões, onde circulam grande número de pessoas e concentram-se a maior quantidade de estabelecimentos comerciais. Foram analisados itens considerados essenciais para prevenção de incêndio e pânico, como: extintor de incêndio, saída de emergência, sinalização de emergência e validade da documentação emitida pelo CBM.

Segundo o capitão do Corpo de Bombeiros do Amapá, Helder Souza, os proprietários que tiveram seus estabelecimentos notificados mediante identificação de irregularidades devem obedecer a um prazo para sanar as pendências. “Notificamos e os proprietários têm o prazo de 30 dias para nos procurar nos grupamentos ou nos centros de atividade técnica. Apresentam a notificação, informam que o problema foi sanado e nós retornamos ao local para verificar se as irregularidades foram resolvidas”, pontuou.

Os militares engajados na operação ainda ministraram, em locais estratégicos, como em um shopping center do Centro de Macapá, palestras e demonstrações de primeiros socorros, combate e prevenção a princípio de incêndio e prevenção a acidentes domésticos.

Souza esclareceu ainda que as vistorias do CBM/AP são realizadas diariamente, e neste feriado somente houve a mobilização de maior número de militares. Periodicamente as visitas são motivadas por denúncias, demandas inopinadas (quando um militar toma conhecimento de irregularidade e sugere a visita a tal estabelecimento) ou mediante pedido do proprietário. “As denúncias podem ser feitas pelo número 193 ou nos próprios grupamentos do Corpo de Bombeiros”, informou.

A Operação Tiradentes é uma operação conjunta, deliberada no início deste mês, no Conselho Nacional de Comandantes-Gerais (CNCG), colegiado composto por comandantes-gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros de todos os estados do país e Distrito Federal. A Polícia Militar do Amapá (PM/AP) também realizou ações de forma intensiva em todo o Estado.
 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *