Cidades

Eleições OAB: chapa 2 apresenta propostas para gestão ética da entidade

Encabeçada por Challes Bordalo e Eliane Dias e com 84 advogados em sua composição, chapa defende OAB independente

Compartilhe:

O programa de entrevistas “Café com Notícia” veiculado diariamente de segunda à sexta-feira pela Rádio Diário FM 90.9, e apresentado pela jornalista Ana Girlene, recebeu nos estúdios da emissora membros da chapa 2 “Advogados e Advogadas de Palavra Por Uma Nova Ordem” que concorre nas eleições para a composição da nova diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Amapá (OAB-AP), que será realizada no dia 16 de novembro vindouro.

 

Contando com 84 advogados em seus quadros, a chapa 02 é encabeçada pelos advogados Charlles Sales Bordalo (presidente) e Eliane Dias Ferreira (Vice-presidente) e tem ainda em sua diretoria executiva com os seguintes componentes Ana Karina Guerra Matos (Secretária-Geral), Marcionília Nunes Freire (Secretário-Geral Adjunto), Orlando Nunes de Abreu Neto (Tesoureiro) e Nathália Ramos Moreira, Shirlena Lamarão da Silva e Wilker de Jesus Lira (Conselho Federal).

 

No concernente ao leque de propostas institucionais, a chapa traz como carro-chefe o discurso da OAB independente, não reeleição e gestão democrática e participativa como mecanismo para garantir a gestão ética e competente da entidade, maior possibilidade de garantir a rotatividade na sua gestão e a implementação de instrumentos para a democratização plena com a participação de todos os membros do universo advocatícios local por ela congregados. A chapa também defende em seu projeto a criação da Comissão de Acesso à Justiça, com atuação junto às Corregedorias para a fiscalização da produtividade e morosidade judicial; Interiorização para dar maior atenção às comarcas do interior, e através de parcerias, melhoria das condições de trabalho nas localidades distantes da capital e da Subseção; modernização das salas da OAB; Investimentos mais incisivos no aprimoramento da Tecnologia de Informação (T.I.) no âmbito da OAB; treinamento profissionalizante dos funcionários da OAB; além de outras propostas de impacto e grande profundidade na gestão da entidade.

Segundo Charlles Bordalo, a chapa atribui maior ênfase à participação feminina pelo fato de a OAB-AP ser composta por 55% de mulheres em seus quadros e na composição da chapa 2 a presença feminina é igualmente marcante. Segundo ele, a entidade possui cerca de 4 mil filiados ativos, com aproximadamente 50% deles aptos para o pleito do dia 16 deste mês. O principal fator da inaptidão diz respeito de um número expressivo de filiados.

 

No tocante à questão da ética advocatícia e às acusações de irregularidades praticadas por advogados, o presidente da chapa pontua que sua gestão, caso eleita, assumirá o compromisso de “tratar com o rigor e a justiça necessários para que os nossos advogados e advogadas possam ter todas as condições de se defenderem e comprovarem a inocência nas acusações que a eles forem dirigidas e caso não consigam tal intento, o nosso código de ética será devidamente aplicado e nós temos uma excelente representante e que responde pelo Tribunal de Ética e Disciplina da OAB Amapá, que pertencia à chapa adversária e aceitou nosso convite e agora está nos apoiando, trata-se da Dra. Sandra Alcântara, uma pessoa diga, honrada e uma advogada de grande valor”, concluiu

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *