Cidades

Em Brasília, prefeito Clécio participa de homenagem aos 76 anos de criação do território federal do Amapá

A celebração foi idealizada e requerida pelo senador Randolfe Rodrigues. 

Compartilhe:

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, está em Brasília participando da “Semana do Amapá no Senado”, que faz alusão aos 76 anos de criação do território federal do Amapá. As comemorações iniciaram nesta terça-feira, 10, com a abertura da exposição “Amapá: onde os hemisférios se encontram”. A celebração foi idealizada e requerida pelo senador Randolfe Rodrigues para celebrar o dia 13 de setembro, data que se comemora a emancipação do estado. 

As comemorações prosseguem nesta quarta-feira, 11, em sessão especial, com apresentação de artistas locais, onde o hino do Amapá será entoado pela cantora Silmara Lobato, acompanhada dos músicos Taronga e o percussionista Nena. Terá ainda a participação do Marabaixo e a degustação de produtos amapaenses. 

Na exposição, são apresentadas fotografias sobre o Marabaixo, reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), considerada a maior manifestação cultural do estado; bem como pinturas em tela, de instrumentos do batuque, vestimentas das danças, indumentárias, entre outros objetos que tratam do cotidiano Tucuju.

O prefeito Clécio Luís, em visita à exposição, falou da riqueza cultural, avanços e da importância de celebrar a arte, a cultura e os costumes do povo amapaense no Senado Federal. “O aniversário do território é contar um pouco das nossas histórias, que precisam estar cada vez mais presentes. Dessa forma que se constrói a identidade e memória do nosso povo. As exposições estão ricas em conteúdo e o nosso estado precisa ser reconhecido pelo restante do país, pela riqueza do Amapá. Parabenizo também o senador Davi, presente aqui no evento e um apaixonado pela nossa terra. Saúdo os 30 artistas plásticos que estão expondo aqui, além dos escultores, das louceiras do Maruanum, que também expõem suas louças conhecidas mundialmente pelo seu valor inestimável da nossa cultura”, ressaltou o prefeito de Macapá. 


O senador Randolfe Rodrigues disse que a homenagem é para rememorar a importância do ato de reconhecimento e afirmação dos povos do Amapá. “É fundamental mostrar os registros, os avanços sociais, econômicos, políticos e culturais alcançados com a criação do então território e deste novo estado da República. Por isso, propus a realização desta sessão especial”, enfatizou.

Nesta quinta-feira, 12, a homenagem prosseguirá com o “Festival do Amapá” no restaurante dos senadores, com cardápio especial. O presidente do Senado disse estar honrado participar de uma homenagem tão bonita. “Sou filho do Amapá e neto de marroquinos, que deixaram o deserto para desembarcar na floresta, às margens do rio Amazonas, em busca de oportunidades de vida, e lá constituíram família, trabalharam, contribuíram para a formação da cultura local e deixaram raízes que continuam frutificando. Por isso, para mim, é um privilégio, uma honra e uma dádiva, na condição de presidente do Senado Federal, apresentar essa exposição que celebra a cultura amapaense”, explicou Davi. 

Acompanham o prefeito a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman e o diretor-presidente do Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Maykon Magalhães.

Sobre o território do Amapá

O território federal do Amapá foi criado em 13 de setembro, por desmembramento do estado do Pará, a partir do Decreto/Lei 5.812, de 1943. Na justificativa, os senadores afirmam que este foi o primeiro passo para a construção da autonomia política e administrativa desta unidade da federação.

Fotos: Divulgação

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *