Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Cidades

Estudantes contestam prazos do processo seletivo 2021 da Unifap e pedem adiantamento

O edital será lançado na segunda quinzena de maio; em julho será aberta a inscrição dos candidatos; e em agosto, ocorre a seletiva. Em setembro o resultado será publicado, e, em 16 de outubro, as aulas devem começar. Para estudantes, prazos distantes causam incerteza.


Railana Pantoja
Da Redação

Estudantes que fizeram o Enem 2020 e pretendem cursar o ensino superior na Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) estão contestando os prazos do processo seletivo 2021 da instituição de ensino.

Em entrevista ao portal Diário na última quinta-feira (8), a pró-reitora de Graduação e Ensino, Elda Araújo, explicou que este ano a Universidade optou por não aderir ao Sistema de Seleção Unificada (SiSU) por causa da incompatibilidade dos respectivos calendários acadêmicos. Ou seja, os estudantes devem concorrer vagas somente através do PS 2021.

O edital do Processo Seletivo da Unifap será lançado na segunda quinzena de maio; em julho será aberta a inscrição dos candidatos; e em agosto, ocorre a seletiva. Em setembro o resultado será publicado, e, em 16 de outubro, as aulas do calendário 2021 devem começar.

No entanto, para quem teve um ano de preparação, esses prazos distantes causam incerteza e medo, já que passarão meses até saber se foram aprovados ou não.

“Estamos sem saber o que fazer. Se a Unifap já tivesse seguindo o cronograma, como outras Universidades estão fazendo, estaríamos próximos de saber se o nosso esforço feito em 2020 teve resultado ou não. Mas, a previsão é que somente em agosto a gente saiba o futuro da nossa vida, então, é muito complicado”, lamentou Ana Paula, estudante que pretende disputar uma vaga.

Segundo a estudante, universidades federais como a do Ceará e do Pará, que não aderiram ao SiSU e fizeram somente processo seletivo, já avançaram nas etapas e estão próximos de dar o resultado final.

“A gente entende que as aulas não vão começar agora, tanto que a UFPA também vai começar o ano letivo somente em outubro, assim como a Unifap, mas a diferença é que eles vão lançar o resultado já nesta semana. O que a gente quer saber, de fato, é se fomos aprovados ou não”, justificou.

De acordo com Ana Paula, a inscrição no processo seletivo é feita de forma on-line, o que não justifica a demora de quatro meses para sair o resultado final, já que “em anos anteriores o cronograma durava cerca de dois meses até a listagem final”.

“Estamos ansiosos, e isso afeta não só os estudantes, mas os familiares também, é uma expectativa muito grande. Ficar um ano a mais estudando, pagando cursinhos, em ano de pandemia, nem todos terão essa condição, ainda mais sem saber ser já fomos aprovados ou não. E se o aluno for aprovado, ele não tem reembolso. Além do prejuízo psicológico, tem o financeiro também”, finalizou Ana Paula.

 

Judicialização
Se não houver retorno à demanda dos estudantes, a questão pode ser judicializada. Um grupo montou o perfil no Instagram “@ps2021ja” onde disponibilizam diversas informações sobre o processo e também direcionam o link da petição http://chng.it/jPvNwKyvxX, que já soma mais de duas mil assinaturas on-lines em 24h.


Comente