Cidades

Farinha de mandioca movimenta mais de R$ 24 milhões em dois anos no Amapá

Alimento é o mais consumido pelo amapaense e representa nos dois últimos anos 27,29% das vendas nas Feiras do Produtor de Macapá e Santana.

Compartilhe:

A tradicional farinha de mandioca foi o produto mais vendido nas feiras do Produtor em Macapá e Santana nos anos de 2018 e 2019 com uma movimentação de mais de R$ 24 milhões. O montante representa 27,29% de tudo o que foi comprado nas feiras.

Esse levantamento é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SDR), responsável pelas feiras do Produtor no Amapá. Segundo o titular da pasta, José Renato Ribeiro, os produtores do campo recebem auxílio de equipes de técnicos.

“Esses números mostram que seguimos um caminho correto, pois, o Governo do Amapá é o responsável em trazer essa produção para Macapá e Santana e ainda disponibiliza espaço para o agricultor vender seu produto”, explicou.

Agricultores e localidades

Outro ponto no levantamento foram as localidades que mais produziram farinha de mandioca em 2019. Duas comunidades das regiões do Pacuí (Ponta Grossa e Corre Água) ficaram em primeiro lugar no ranking.

Já a comunidade que ficou em terceiro lugar de maior venda é a Lago do Ajuruxi, em Mazagão, que fica a cerca de 32 quilômetros da capital.
Os números da SDR mostram que nas feiras do Produtor atualmente tem 1.838 agricultores trabalhando com farinha de mandioca e são provenientes de 162 localidades de diversos municípios do Amapá.

No ano passado, em média cada agricultor obteve um ganho de mais de R$ 6 mil, anual somente com este produto.

Farinha de mandioca

O produto é conhecido por ser um alimento indispensável no prato das famílias amapaense. A manipulação é feita de forma artesanal e pode ser adquirida nas feiras e em diversos comércios da capital e do interior.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *