Cidades

Governo apresenta novas metas do Projeto Jovem Descolado

O lançamento do projeto ocorreu na tarde deste sábado, 10, no auditório do Serviço de Apoio às Micro e pequenas Empresas (Sebrae/AP), com a presença de centenas de jovens

Compartilhe:

Hickaro Santos só tem 16 anos, mas já sonha com a carreira que quer levar para sua vida. O jovem, que estuda no Colégio Amapaense, em Macapá, vislumbra a carreira de jornalista e vê no Projeto Jovem Descolado mais uma oportunidade para se aperfeiçoar e encarar o tão disputado mercado de trabalho. Assim como ele, aproximadamente 900 jovens terão a oportunidade de se capacitar e conseguir o primeiro emprego.

O lançamento do projeto ocorreu na tarde deste sábado, 10, no auditório do Serviço de Apoio às Micro e pequenas Empresas (Sebrae/AP), com a presença de centenas de jovens, que buscam aprofundar seus conhecimentos, modificando sua rotina, para engradecer o futuro.

Aluno do 3º ano do ensino médio, Hickaro, que participa de todos os eventos do governo do Estado voltados para os jovens, promete dedicação no Projeto Jovem Descolado e destaca a importância de continuar estudando. “Falei para os meus amigos que é importante essa valorização de nós, jovens, com estes projetos. Não podemos desistir de estudar”, afirma o adolescente.

Nesta 3ª edição do projeto, o Balcão de Oportunidades é o diferencial: depois da formatura, acontecerá uma rodada de entrevistas e apresentação dos jovens às empresas para possíveis contratações, reservas de vagas e orientação empresarial. Tudo isso, para o jovem que se graduou ganhar mais experiência e se sentir seguro para as disputas no mercado de trabalho.

Para a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, esta edição do projeto Jovem Descolado já começou sendo um grande sucesso. Nas edições de 2017 e 2018, foram capacitados aproximadamente mil jovens, e nesta, 900 jovens terão a oportunidade de se capacitar e competir no mercado de trabalho. “Vamos intermediar o jovem e colocá-lo cara a cara com o empregador”, afirmou a diretora.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *