Cidades

Iniciação à Docência: parceria entre Governo do Amapá e Unifap oferece bolsas para professores da rede estadual

Processo seletivo vai selecionar 12 educadores para atuarem como professores supervisores.

Compartilhe:
Foto: Erich Macias/Seed

Educadores de 18 escolas da rede pública estadual terão a oportunidade de atuarem como professores supervisores no Programa Institucional de Iniciação à Docência – Pibid/Capes-Unifap 2020. A inciativa é fruto de uma parceria entre Secretaria de Estado de Educação (Seed) e Pró-reitoria de Ensino de Graduação da Universidade Federal do Amapá (Unifap).

As inscrições do processo seletivo já estão abertas e seguem até 2 de outubro. Interessados podem se candidatar, exclusivamente, através do e-mail da coordenação institucional da Unifap, ccampetela@UNIFAP.br.

Para concorrer a uma das vagas, os inscritos devem fazer parte do quadro de educadores de uma das 18 escolas habilitadas a participar do programa. Elas ficam nos municípios de Macapá, Santana e Mazagão e foram selecionadas através de critérios referentes ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb); e experiências de ensino-aprendizagem bem-sucedidas.

Confira aqui as escolas selecionadas a participar do processo seletivo.

Sobre o programa

O objetivo é incentivar a formação de docentes em nível superior e elevar a qualidade profissional dos professores da rede pública para que possam atuar na educação básica.

A parceria também quer promover a ligação entre o ensino superior e a educação básica, e contribuir para a valorização do magistério.

Como participar?

Durante a inscrição, os candidatos devem preencher o formulário, enviar a carta de intenção de vaga e os documentos comprobatórios que confirmem os dados preenchidos no ato de inscrição. Confira aqui o edital completo.

Para este processo estão sendo disponibilizadas 12 vagas com certificação. Dessas vagas, 6 serão beneficiadas com bolsas concedidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Elas atendem aos professores supervisores, que terão remuneração de R$765,00 mensais até o fim do programa.

As outras seis são destinadas a voluntários que irão atuar nas áreas de Ciências Humanas e Linguagens; Ciências Exatas e da Natureza.

O programa terá vigência de 18 meses e contemplará educadores das seguintes áreas de conhecimento: Alfabetização, Artes, Educação Física, Geografia, História e Língua Portuguesa, além do Núcleo de Ciências Humanas e Linguagens; e das áreas de conhecimento: Física, Matemática, Química, Licenciatura Intercultural Indígena (Biologia e Química); Licenciatura em Educação do Campo (Biologia), compondo o Núcleo de Ciências Exatas e da Natureza.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *