Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Cidades

Janot viaja para Washington com força-tarefa da Operação Lava

Negociará cooperação com autoridades norte-americanas



 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, embarcou para Washington, nos Estados Unidos, para acompanhar representantes da força-tarefa da Operação Lava Jato que investiga o esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Janot deve pedir a cooperação das autoridades norte-americanas nas investigações do escândalo político brasileiro.

Diante das denúncias de fraude na estatal do petroleo, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos abriu, em novembro, uma investigação criminal contra a Petrobras. As autoridades norte-americanas estão investigando se a estatal ou funcionários da empresa receberam propina.

Além da investigação criminal, a Petrobras também é alvo da Securities and Exchange Comission (SEC) dos EUA, órgão que regula o mercado de capitais e que, no Brasil, seria correspondente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A Petrobras tem papéis negociados nos mercados de Nova York, por isso o interesse dos EUA nas denúncias.

A Justiça norte-americana quer saber se a Petrobras, seus funcionários ou intermediários violaram o Ato de Práticas Corruptas Estrangeiras, um estatuto anti-corrupção que considera ilegal subornar oficiais estrangeiros para conseguir ou manter negócios. Na viagem à América do Norte, Janot participará de reuniões no Banco Mundial, no Departamento de Justiça, na Agência Federal de Investigação (FBI) e na Organização dos Estados Americanos (OEA).


Comente