Cidades

Mineradora inglesa anuncia compra de 27% de mina de ferro no Amapá

A Cadence estima que a produção retornará no fim do ano no Estado do Amapá, sendo, de acordo com informações de agências de notícias, ainda haverá inspeções periódicas de representantes ou executivos do grupo na região agora adquirida.

Compartilhe:

Paulo Silva
Da Redação

A pretensão é de retomar atividades no final deste ano e instalações de Santana estão na aquisição, da Anglo American empresa inglesa Cadence Minerals anunciou na manhã de sexta-feira (7) que assinou um contrato vinculante de investimento com a Indo Sino Pte. Ltd. para investir e adquirir participação de até 27% do empreendimento de minério de ferro conhecido com Zamapá, que já foi da multinacional Zamin e, antes dela.

A empresa – que já havia comentado no último dia 21 de maio sobre tais pretensões – ingressa como socioparticipativo, juntamente com outras empresas internacionais, como a Cliffs Natural Resources (“Cliffs”), que também responderá pela mina de minério de ferro do Amapá, a usina de beneficiamento, a ferrovia e o porto privado (todos conhecidos como ‘Projeto Amapá’), que atualmente estão sob a responsabilidade empresa DEV Mineração S/A (antiga Zamin).

A Cadence estima que a produção retornará no fim do ano no Estado do Amapá, sendo, de acordo com informações de agências de notícias, ainda haverá inspeções periódicas de representantes ou executivos do grupo na região agora adquirida.

Detalhes do acordo com empresa Indo Sino

O acordo fechado entre a Cadence Minerals e a Indo Sino é investir e adquirir até 27% de uma joint venture Pedra Branca Alliance Pte. Ltd. (“JV Co”). Com a aprovação do Processo de Revisão Judicial (“JRP”) e a transferência de participação acionária do Amapá para a JV Co, a JV Co será proprietária de 99,9% do Projeto Amapá.

Caso a Indo Sino busque novos investidores ou um investimento na JV Co, o acordo também oferece à Cadence o primeiro direito de recusa de aumentar sua participação para 49% na JV Co.

Segundo informações – assim descritas nesse contrato de participação – para adquirir seus 27% de participação, a Cadence investirá US $ 6 milhões em duas etapas na JV Co. A primeira etapa é de 20% da JV Co, cuja contrapartida é de US $ 2,5 milhões.

Já a segunda etapa do investimento é para mais 7% da JV Co por uma quantia de US $ 3,5 milhões. Se a Cadence não puder concluir a segunda etapa do investimento ou não exercer seu direito de preferência sob os termos do Contrato, a Indo Sino terá uma opção de doze meses para comprar as ações da JV Co detidas pela Cadence por 1,5 (1). 1/2) vezes o preço pago pela Cadence por tais ações.

O investimento da Cadence está condicionado a várias pré-condições materiais, que incluem a concessão de licenças operacionais importantes e a liberação de títulos bancários sobre o ativo. O acordo também contém cláusulas de segurança e inadimplência que, se acionadas, fazem com que um mecanismo de ajuste ascendente permita que a Cadence receba dinheiro da JV Co ou receber ações adicionais na JV Co. No último caso, a participação da Cadence na JV Co não será superior a 49,9%.

Após a conclusão do investimento de US $ 6 milhões, a Cadence terá o direito de nomear dois membros para um conselho de cinco membros, sendo os três restantes compostos por um membro designado em conjunto pela Cadence e pela Indo Sino e dois indicados pela Indo Sino.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




4 comentários em “Mineradora inglesa anuncia compra de 27% de mina de ferro no Amapá”

  • Luciano disse:

    Vai ser muito bom pra todos nós que está em busca de um serviço

  • Francisco de Assis Souza sobrinho disse:

    Não tenhamos nem uma dúvida sobre o desenvolvimento que o estado do Amapá vai estar recebendo com às atividades de mineração em operação aqui, com certeza o povo dessa região só tem a ganhar, recursos financeiros irão sercular na região. Vamos que vamos às mineradoras fazer esse povo troca de camisas.

  • Vendo uma mineradora de Nióbio e tântalo..
    Toda documentada liberada pra extração do minério…. São 1.826hectares..
    Mais informações 11 9 5705 6238

  • Gilvane monteiro moraes disse:

    Boa noite ,gostaria de saber quando começa as atividade de reforma da estrada de ferro ,serviços no Porto de Santana e na usina de pedra Branca do ampari .pois a empresa afirma que retoma a produção no fim do ano .Mas será que em 6 meses eles acabam tudo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *