Cidades

MP-AP realiza oficina de Mapeamento de Competências para fortalecimento na política de Gestão de Pessoas da instituição

O subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos e Institucionais do MP-AP, Nicolau Crispino, fez a abertura do evento e saudou os participantes do curso.

Compartilhe:

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) iniciou, nesta segunda-feira (10), no Auditório da Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, a oficina “Mapeamento de Competências”. A qualificação, que conta com a participação de membros e servidores do MP-AP, é uma realização do projeto Gestão por Competências da instituição, em parceria com o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF/MP).


O subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos e Institucionais do MP-AP, Nicolau Crispino, fez a abertura do evento e saudou os participantes do curso. O treinamento, que ocorrerá até a próxima quarta-feira (12), tem o propósito de mapear o capital intelectual da instituição e aprimorar a capacidade dos participantes em desenvolver suas atividades e, consequentemente, melhorar ainda mais a prestação de serviços à sociedade.

“Esperamos que essa vontade que nós temos hoje de fazer a mudança, de buscar esse olhar renovado e preocupado com nossas atribuições seja ressaltado ainda mais a partir de hoje. Tenho certeza que sairemos daqui com muito conhecimento”, frisou Nicolau Crispino.


O chefe de Gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, promotor de Justiça Vinícius Carvalho, ressaltou a importância do treinamento para a instituição: “A gestão por competências se apresenta como alternativa aos modelos tradicionalmente utilizados pelas organizações e tem como proposta orientar, planejar, captar, desenvolver e avaliar, nos diferentes níveis da organização, as competências necessárias à consecução dos seus objetivos. Com o mapeamento de competências é possível criar um grupo de competências requeridas para o seu quadro de pessoal, de forma a identificar as competências necessárias para atingir as metas e estratégias da organização”, ressaltou ele.

Sobre a palestrante Vania Vianna, especialista em Gestão por Competências

O curso é ministrado pela a instrutora Vania Vianna. A apresentação da especialista foi feita pelo secretário-geral do MP-AP, promotor de Justiça Paulo Celso Ramos. A palestrante possui vasta experiência e expertise sobre o tema, pois é mestra em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação, pela Universidade Católica de Brasília (DF). É especialista em Gestão de Pessoas na Administração Pública, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), e MBA em Administração de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Também é graduada em Matemática pela Faculdade de Formação Profissional Integrada e coordenadora de Desenvolvimento de Pessoal da Fundação Nacional de Saúde, além de professora na Enap. Tem experiência na área de Gestão de Pessoas, com ênfase em Educação Corporativa.

“Todos que estão aqui foram escolhidos pelas suas competências. Nós estamos trabalhando essa área de competência, de ressaltar e buscar a competência de nossos colegas membros e servidores. Espero que todos aproveitem esse curso, aproveitem o máximo a palestrante, pois Vania Vianna é uma autoridade em gestão de pessoas no setor público”, frisou o secretário-geral do MP-AP, promotor de Justiça Paulo Celso Ramos.

Sobre o projeto Gestão por Competências do MP-AP

O modelo de Gestão por Competências no MP-AP tem seu fundamento na Recomendação 052/2017 do CNMP, fruto dos trabalhos realizados pelo Comitê de Políticas de Gestão de Pessoas do Fórum Nacional de Gestão (FNG/CNMP).

O gerente do projeto é o procurador de Justiça Nicolau Crispino e tem como líder a servidora Tânia Cilene da Silva Araújo. Participaram ainda do grupo de trabalho os servidores Eder Ney Quintas, Telma Coelho, Ricardo Barbosa, Alzira Nogueira, Mardem Amorim Filho, Fredson Luis Torres, Carla Adriana Sebastiani, Josias Nascimento Júnior, José Villas Boas, Paula Ariana, Leididaina Araújo e Adriano Cantuária.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *