Cidades

MP-AP realiza retestagens de membros e servidores nas unidades do órgão ministerial em Macapá e Santana

A PGJ do MP-AP ressaltou que todas as medidas administrativas foram tomadas para conter a proliferação do novo coronavírus nas unidades do órgão ministerial.

Compartilhe:
A Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (PGJ/MP-AP), por meio do Setor de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida da instituição, realizou, no período de 20 a 28 de outubro de 2020, nos Complexos Cidadão da Zona Norte, Zona Sul, Centro e Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, as retestagens em membros, servidores e estagiários da instituição para o novo coronavírus (Covid-19).

Foram retestados os trabalhadores que não positivaram na testagem anterior, por setores estratégicos, com finalidade de mapear possíveis contágios assintomáticos e avaliar medidas de prevenção. Os exames foram realizados pelos profissionais do Serviço Social da Indústria (Sesi/AP), órgão contratado para ações de saúde no âmbito do MP-AP. A medida se deu após o aumento de casos da Covid-19 neste mês.

A programação, iniciada na semana passada, percorreu os Complexos Cidadãos do MP-AP em Santana, e nas unidades Centro, Norte e Sul de Macapá, com encerramento na Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco, nesta quarta-feira (28), na capital amapaense. De acordo com o gerente do Setor de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida do MP-AP, José Villas Boas, aproximadamente 200 retestagens foram realizadas.

A atividade foi acompanhada pela procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, pelo chefe de Gabinete da PGJ e pelo secretário-geral da instituição, promotores de Justiça João Furlan e Alexandre Monteiro, respectivamente, com a participação dos promotores de Justiça coordenadores dos citados Complexos.

Ivana Cei destacou que, além da retestagem, os prédios passaram por desinfecção e os servidores continuam seguindo os protocolos de trabalhar com máscaras e têm a temperatura aferida, diariamente. Os espaços contam ainda com sinalização interna, orientação sobre distanciamento e os cuidados na higienização, principalmente das mãos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *