Cidades

Município de Amapá, a primeira capital do extinto Território Federal do Amapá, completa 120 anos

História da região está ligada ao nome e ao feito de um herói nacional.

Compartilhe:
Imagens: Gabriel Penha

Por Gabriel Penha
Especial para o Diário

 

O Município de Amapá, a cerca de 300 quilômetros da capital, Macapá, comemora 102 anos de fundação nesta sexta-feira, 22 de outubro. Criado nesta data, no ano de 1901, sua história está ligada à luta pela soberania nacional, num litígio contra a França, capitaneada por Francisco Xavier da Veiga Cabral, o Cabralzinho.

Faz limites com o Oceano Atlântico a norte e leste, Macapá e Cutias ao sul, Tartarugalzinho e Pracuuúba a sudoeste e Calçoene a oeste e noroeste. É destaque pela sua pujante produção pecuária, além de seu grande potencial pesqueiro e de fabricação de queijo.

“Morar em Amapá é morar em um município tranquilo, onde todos se conhecem e que a alimentação é de primeira, com a carne, o peixe e o queijo que temos aqui. É morar em município rico, tanto natural quanto historicamente”, diz o professor Ataíde Pantaleão de 59 anos.

Está confirmada a presença do governador Waldez Góes (PDT) e sua equipe de governo. Nesta data, a sede administrativa do Estado será instalada no Município de Amapá, como parte de uma extensa programação festiva que inicia de manhã bem cedo e segue até à noite (confira a programação na integra, no final deste texto).

A luta de um lugar para ser Brasil

No século 19, uma extensa região de 350 mil Km² do Amapá – de Oiapoque até a região de Ferreira Gomes – era reivindicada pela Coroa Francesa. A chamada região do Contestado, era disputada pela posição estratégica à beira do Oceano Atlântico e por suas riquezas naturais, mas também pelo projeto francês de expandir seu território no chamado “Novo Mundo”.

No meio dessa disputa, em 1886 foi fundada a República do Cunani, que teve até moeda própria. Mas, não durou muito, pois não foi reconhecida nem pela Coroa Francesa nem pelo Império Brasileiro.

Mas uma data importante – e decisiva – nesse contexto é o dia 15 de maio de 1895. O capitão Lunier, sob ordens do governador de Caiena, comanda uma invasão à Vila de Amapá, com cerca de 80 homens, deixando um saldo de dezenas de mortes do lado brasileiro. A reação brasileira veio com Cabralzinho, que matou o oficial francês e forçou a fuga das tropas estrangeiras.

Na disputa, morrem seis militares franceses e 38 brasileiros, inclusive civis, no episódio ficou conhecido como o “massacre de Amapá”. No dia 1º de dezembro de 1900, com o trabalho do diplomata José Maria da Silva Paranhos Júnior, o Barão do Rio Branco, enfim o litígio é resolvido através do Laudo Suíço, que referendou o Brasil como dono das terras.

Cabralzinho, um herói nacional

O feito de Cabralzinho ganha reconhecimento em todo o Estado, tanto que foi reconhecido como general do Exército Brasileiro e atualmente nomeia o 34º Batalhão de Infantaria de Selva (34º BIS), em Macapá. O dia 15 de maio é feriado estadual desde o ano de 2017, em lei aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Waldez Góes.

Mar o grande reconhecimento veio no dia 23 de setembro deste ano, mais de 120 anos após o Laudo Suíço. Nesta data, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal aprovou o Projeto de Lei do Senado (PLS) 707/2015, que inclui o nome de Francisco Xavier da Veiga Cabral, o general Cabralzinho, no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria.

A proposta foi apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e recebeu voto favorável, com duas emendas de redação, do relator, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

Ao justificar o projeto, Randolfe destacou o papel decisivo de Veiga Cabral na disputa entre Brasil e França por grande parte do território do Amapá, na batalha travada no final do século 19. Segundo o senador, o homenageado foi um dos líderes do lado brasileiro, “portando-se com resolução e heroísmo na contenda”.

O reator, Fabiano Contarato, também avaliou como “justa e relevante” a inscrição do nome de Veiga Cabral no Livro dos Heróis da Pátria.

“Cabralzinho soube defender a causa nacional com destemor e bravura, enfrentando forças militarmente superiores para afirmar que aquela terra do Alto Norte era brasileira. Pouco depois, em 1905, vem a falecer relativamente esquecido, com apenas 44 anos”, afirmou.

Os nomes inscritos no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria são de personalidades associadas a um feito heroico nacional. É também chamado de “Livro de Aço”, por ter as laudas de metal, e fica guardado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Com informações da Agência Senado

Um Município que reverencia seu herói

Atualmente, a gestão municipal de Amapá, lugar que também é conhecido como “a terra de Cabralzinho”. O prefeito Carlos Sampaio (DEM), que está em seu segundo mandato, conta que a memória e a preservação e valorização da história têm sido trabalhadas junto à população, para que esta se aproprie e sinta orgulho de uma luta do passado que nos fez ser Brasil hoje.

“Desde o nosso primeiro mandato, valorizamos e defendemos a nossa identidade histórica e cultural. E nesse contexto está Cabralzinho, reconhecido como herói nacional. A luta é pelo pertencimento e valorização de toda essa história. O ato de Cabralzinho foi decisivo não só para o Amapá, mas para o Brasil”, diz Sampaio.

Na iminência do aniversário do Município, o prefeito também anuncia que já está em processo a revitalização da praça que leva o nome de Veiga Cabral e também a criação de um memorial, para relembrar tanto a luta de Cabralzinho quanto pelas pessoas que morreram durante os conflitos no século 19.

“Se é herói o Cabral que nos descobriu, maior é Cabral que nos defendeu”, diz o historiador e assessor de Comunicação da Prefeitura de Amapá, João Ataíde Santana.

Ataíde faz parte de um movimento, hoje incorporado pelo Município, de resgate e difusão da história de Amapá. Entre as ações, está a inserção dessa história como conteúdo trabalhado nas escolas públicas da região.

Mas a memória de Cabrazinho está na atmosfera da cidade. Dá nome à praça, a uma de suas principais ruas e a uma escola.

“O que nós buscamos é a apropriação de todo esse sentimento cívico, histórico e cultural pela própria população. Para isso, estamos criando e apresentando o nosso calendário oficial de eventos”, informa a secretária municipal de Cultura, Turismo e Esporte, Luelyne Romero.

O Amapá na Segunda Guerra Mundial

A região de Amapá também marca a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Ali, os Estados Unidos construíram uma Base Aeronaval, dada a posição estratégica do local. Durante o período da guerra o Brasil contribuiu com as Forças Aliadas “emprestando” seu território e permitindo a instalação de bases aéreas em pontos estratégicos da rota aérea do Atlântico Sul, principalmente no norte e nordeste do país, em cidades como Belém, São Luís, Natal, Recife, Maceió, Fortaleza e Salvador.

Essas bases eram usadas como pontos táticos para o patrulhamento do litoral e pontos de apoio – escolta e armazenamento – de navios mercantes para as travessias ao continente africano e europeu. A Base Aeronaval do Amapá era uma delas.

Depois de desativada, por algum tempo ainda passou a ser usada como pista de pouso, mas infelizmente caiu em desuso e foi “esquecida”. Hoje, as ruínas do que foi a representação do poderio bélico norte-americano hoje abriga um museu a céu aberto, que é gerido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

O Museu da Base Aérea é uma das apostas para fortalecer o turismo na região.

Programação do aniversário de 120 anos do Município de Amapá

5h às 6h – Alvorada festiva;

Início da transmissão da programação pela Rádio Difusora de Macapá;

7h às 8h – Instalação da Sede do Governo do Estado na Escola Vidal de Negreiros;

·Execução do Hino Nacional, Canção do Amapá e Hino do Município, com hasteamento das bandeiras do Brasil, do Estado e do Município;

· Declaração de instalação da Sede do Governo na Cidade de Amapá;

De 8h às 17h – Ação de Atendimento ao Cidadão

Local: Salas da Escola Vidal de Negreiros e Galpão em frente à Escola;

· Ação de atendimento ao cidadão – Superfácil, Creap, Sesa;

· Feira Itinerante da Agricultura Familiar – 15 boxs para exposição e comercialização de produtos e ministração dos cursos de fotografia e de empreendedorismo – SDR e Rurap;

· Pré-cadastro de novas pessoas para acesso ao benefício do Programa Renda Para Viver Melhor – SIMS.

· Atendimento na Carreta do Amor / Outubro Rosa – SESA/Hospital do Amor.

· Atendimento na Carreta da Mulher – SEPM.

08:8h30 às 9h – Inauguração da pavimentação em bloco da Avenida Novo Horizonte – bairro bom Sossego (PMA/emenda do deputado Roberto Góes).

9h30 às 10h30:

· Palestra de abertura da primeira oficina de treinamento para escolas municipais – EPAZ/Regime de Colaboração (SEED).

· Entrega dos livros didáticos para os alunos da rede municipal de ensino – (SEED).

· Transferência da Escola Maria do Céu Gonçalves Dias – (GEA/SEED para a PMA).

11h30 às 12h – Atividade do Programa AP Jovem (Sejuv) – Aula inaugural para 200 jovens beneficiários do Programa AP Jovem – 7ª chamada.

12h às 13h – Entrega GEA/Seed:

·Entrega de materiais e equipamentos para a Escola Vidal de Negreiros – (Seed);

· Entrega das ordens de serviços para revitalização das escolas – (Seed).;

· Assinatura do convênio para limpeza da cidade – (SDC/PMA).

· Assinatura do convênio para urbanização do entorno do Estádio Júlio Vieira dos Santos – (SDC/PMA).

· Anúncio da data de realização da 28ª Agropesc e 4ª Tecnoagro – sugestão de data: 02, 03 e 04 de dezembro de 2021;

13h às 14h – Almoço;

14h às 15h – Oficina “Amapá: Caminhos Para o Desenvolvimento” – Polo UEAP da Região dos Lagos;

14:h às 16h – Visita à Comunidade do Piquiá – entrega de 20 cheques do PPI, no valor total de R$ 145.900,00, para produtores da agricultura familiar (SDR); visita às obras da UBS; visita às obras da rede de distribuição de água (CAESA/PMA); anuncio da pavimentação com bloque de 1.2 km de ruas da comunidade do Piquiá;

16h30 às 17h – Visita às obras da UBS da Comunidade do Cruzeiro;

20h – Show do Aniversário do Município.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *