Cidades

ONS se posiciona sobre relatório da Aneel que apura causas de apagão no Amapá

Operador Nacional do Sistema (ONS) rejeita veementemente o tom de notícias veiculadas em parte da imprensa sobre relatório da Aneel que apura causas de apagão no Amapá.

Compartilhe:

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) se pronunciou, em nota, sobre o relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que trata sobre o apagão registrado no Amapá, em novembro do ano passado, e que deixou 13 dos 16 municípios amapaenses sem energia regular durante 22 dias. O Operador Nacional emitiu nota para repudiar a divulgação, por parte da mídia, sobre as falhas apontadas no relatório contra a ONS.

Acompanhe a integra da nota

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informa que rejeita veementemente o tom das notícias veiculadas na imprensa desde o último dia 11 de janeiro de 2021 sobre Relatório da Aneel que aponta falhas na atuação do ONS na ocorrência do Amapá, sendo inadequado indicar culpados pelo ocorrido.

O relatório em questão é o Termo de Notificação nº TN 023/2020-SFE, emitido pela Aneel e encaminhado ao ONS em 22 de dezembro de 2020. Trata-se de processo regular de fiscalização da agência, previsto em lei federal e regulamentado pela própria Aneel.

O Operador, assim que constatou o problema na rede elétrica do Amapá, atuou de forma intensa e comprometida para minimizar os impactos para a população e agilizar a retomada da carga de energia. Desde então, tem feito todos os esforços, trabalhando junto com outros agentes, para apurar o caso e adotar melhorias.

Em relação ao termo de notificação, o ONS se manifestará dentro do prazo previsto na regulação, prestando os devidos esclarecimentos e apresentando as evidências para demonstrar que atuou conforme suas atribuições legais, dispositivos regulatórios e as determinações dos procedimentos de rede, que são os documentos que regem a atuação do Operador, sendo estes aprovados pela própria Aneel. Tão somente após esta etapa, a diretoria da agência reguladora emitirá o parecer final sobre o processo.

O ONS reforça que é reconhecido pela sua excelência técnica e pela qualidade na prestação dos seus serviços há mais de 20 anos em todo o território brasileiro e que continuará exercendo suas atividades com comprometimento de forma a garantir a segurança e a confiabilidade do sistema elétrico brasileiro.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *