Cidades

PPI beneficiará mais de 1,1 mil agricultores no Amapá

O PPI vai atender seis arranjos produtivos, sendo eles o da mandiocultura, manejo sustentável de açaizais nativos, fruticultura irrigada, produção de hortaliças, piscicultura e recria de camarão regional.

Compartilhe:

Lana Caroline
Da Redação

O governador do Amapá, Waldez Góes, lançou no dia 6 de julho a chamada pública para o Programa de Produção Integrada de Alimentos (PPI), que vai atender na primeira etapa 1.120 projetos de agricultura familiar com investimento de R$ 8,5 milhões do Fundo de Desenvolvimento Rural do Amapá (Frap), atualmente reformulado pelo estado.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Janer Gazel, cerca de 100 comunidades, em média, são atendidas pelo PPI nos 16 municípios, porém, existem entraves para o escoamento da produção dessas localidades. “O problema é a manutenção de ramais. Já estamos em tratativas com o governador para que a SDR possa chegar nessas áreas de difícil acesso para garantir que os trabalhadores possam escoar suas produções. Vamos tentar, junto à Setrap, alocar recursos para que possamos fazer a melhoria desses locais”, garantiu.

Nesta chamada o PPI vai atender seis arranjos produtivos, sendo eles o da mandiocultura (720), manejo sustentável de açaizais nativos (220), fruticultura irrigada (80), produção de hortaliças (60), piscicultura (20) e recria de camarão regional (20), totalizando 1.120 projetos.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *