Cidades

Prefeitura revitaliza Farmácia Popular e melhora atendimento

O atendimento da Farmácia Popular de Macapá voltou a funcionar nesta sexta-feira, 1° de julho, na Avenida FAB, no centro da capital.

Compartilhe:

O prédio, administrado pela Prefeitura de Macapá, foi reformado com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), no valor de R$ 147.199,00, e ganhou um novo ambiente com substituição do telhado, forro, janelas, portas, piso e reparos nas redes elétrica e hidráulica. A prestação dos serviços à população passa a contar com mais acessibilidade e comodidade, com novos computadores e centrais de ar.
 
O subsecretário municipal de Saúde, Paulo Dias, lembrou que desde que foi inaugurado, em 2006, o local não havia recebido nenhuma melhoria, e mesmo com a reforma não deixou de funcionar. O gestor enfatizou que a revitalização é para garantir que o Município continue beneficiando, principalmente, as pessoas que têm dificuldade para fazer o tratamento por causa do custo do medicamento. “Os avanços na área da saúde são consideráveis, com unidades reformadas, equipamentos e mobiliários novos, remédio em quantidade necessária para assegurar a qualidade do atendimento às pessoas com a atenção básica”.
 

Os usuários contam com atendimento feito por farmacêuticos e profissionais para orientar sobre os cuidados com a saúde e o uso correto dos remédios. “A cesta básica de medicamentos da Farmácia Popular é até 90% mais barata e para pacientes com doenças crônicas, como diabetes, asma e hipertensão. Os medicamentos são doados”, ressaltou a diretora da Farmácia Popular de Macapá, Josiane Freitas.
 
A auxiliar de escritório Luciene dos Santos está entre os 3.500 atendimentos que passam mensalmente pela Farmácia Popular e são beneficiados com o serviço. “Todos os meses eu procuro a farmácia em busca de medicamentos para toda a minha família. Observei que o espaço ficou mais amplo e refrigerado, isso faz muita diferença na prestação do serviço”.
 
A Farmácia Popular de Macapá funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sem intervalo para almoço. Para ter acesso ao atendimento é necessário apresentar a receita, que é válida por seis meses, além dos documentos pessoais. Os preços variam entre R$ 0,30 e R$ 14,00, a exemplo da Azatioprina, usada para o tratamento de lúpus. O serviço faz parte do programa do Governo Federal, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), criado para ampliar o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns entre os cidadãos.
 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *