Cidades

‘Produto de qualidade e com preço justo’, afirma consumidora do Peixe Popular

Pescado e camarão serão comercializados até 13h desta sexta-feira, 19. São 17 pontos de venda em Macapá, e em Santana, Porto Grande, Itaubal e Vitória do Jari.

Compartilhe:

Nesta quinta-feira, 18, a professora Roseleide Lobato, 52 anos, garantiu o pescado para o cardápio da família até o domingo de Páscoa. Ela demonstrou sua satisfação com os produtos ofertados no ponto de venda da Feira do Produtor, no bairro Buritizal, zona sul de Macapá, onde os preços variam de R$ 7,00 a R$ 15,00.

“Fui atraída pela propaganda do projeto e não me arrependi. Temos variedade de peixe de qualidade e com preço justo na nossa mesa. Estou levando minha gurijuba para casa, satisfeita”, comemorou Roseleide.

O projeto Peixe Popular é uma iniciativa do Governo do Amapá, com o objetivo de movimentar a cadeia produtiva da piscicultura no Estado, além de garantir preços acessíveis, variedade e qualidade do produto que chega ao consumidor. São comercializados peixe fresco, filé de peixe, peixe vivo e peixes do mar. Até esta sexta-feira, 19, a estimativa de comercialização de produtos é 150 toneladas.

São 9 pontos de venda nas zonas norte, sul, leste e oeste da capital. E, ainda, cinco pontos em Santana, um em Porto Grande, um em Itaubal do Piririm e um em Vitória do Jari. O horário de funcionamento dos pontos de venda é das 8h às 18h de 16 a 18 de abril. No feriado de Sexta-feira Santa, a comercialização vai até 13h.

Uma novidade este ano é a venda de camarão. O fresco está sendo vendido a R$ 20 o quilo e o descascado a R$ 40 o quilo, nos pontos de comercialização do projeto. A servidora pública Eliane Nascimento, 35 anos, garantiu o seu camarão fresco. “O produto está visualmente atrativo, e o preço bastante sugestivo. Já tinha comprado o peixe e agora vim garantir o camarão. Estou levando também a pimentinha e o limão para fechar o pacote”, registrou Eliane.

Oportunidade de renda

Francisco Barros, 53 anos, trabalha tratando peixes há dois anos na feira. Ele afirmou que o projeto influencia positivamente na sua renda familiar, principalmente nesse período de semana santa.

Confira os locais de comercialização em Macapá:

Zona Sul

Rua Claudomiro de Moraes, em frente à Feira do Produtor do bairro Buritizal.

Espécies: gurijuba; pescada amarela; uritinga; sarda; bagre; corvina; pescadinha; pescada gó; serra; mapará; pescada branca; curimatã; cará-açú; bandeirado; pirapitinga e tambaqui.

Rua Claudomiro de Moraes, em frente à Feira Maluca, bairro Buritizal.

Espécies: tambaqui; piramutaba; pirapitinga; mapará; curimatã; dourada; tamuatá e piranambu.

Arena do Muca, em frente à Escola Estadual Lauro Chaves, bairro do Muca.

Espécies: gurijuba; pescada amarela; sarda; uritinga; bagre; corvina; pescadinha e serra.

Rua Setentrional, em frente à Unidade de Policiamento Comunitário (UPC) do bairro Araxá.

Espécies: camurim; piramutaba; uritinga; bagre; tamuatá; traíra; jeju; pirapitinga e pescada gó.

Zona Leste

Avenida José dos Santos Furtado, ao lado da Colônia de Pescadores Z1, bairro Perpétuo Socorro.

Espécies: pirapitinga; curimatã; tambaqui; pescadinha; aracu; mapará; dourada; piramutaba; camurim; bagre e sarda.

Zona Oeste

Rodovia Duca Serra, próximo ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), bairro Marabaixo.

Espécies: corvina; uritinga; pescada amarela; cará-açú; bandeirado; pirapitinga; bagre; curuca e serra.

Zona Norte

Em frente à Feira do Produtor do bairro Pacoval.

Espécies: pirapitinga; pescadinha; mapará; aracu; apaiari; tamuatá; piramutaba; matrichã; pescada branca e curimatã.

Em frente à Subprefeitura da Zona Norte, bairro Infraero II.

Espécies: pirapitinga; curimatã; tambaqui; pescadinha; aracu; mapará; dourada; piramutaba; camurim; bagre e sarda.

Avenida Alexandre Ferreira da Silva, atrás do Ciosp do Novo Horizonte, bairro Novo Horizonte.

Espécies: tambaqui; piramutaba; pirapitinga; mapará; curimatã; dourada; tamuatá e piranambu.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *