Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Cidades

Professoras de Macapá e Santana vencem etapa nacional do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, em São Paulo

Amapá é destaque com duas das melhores práticas de educação empreendedora no Brasil. O anúncio foi feito pelo ator e humorista Rafael Infante, em solenidade descontraída, em São Paulo, no Expo Transamérica, nesta quinta (12), às 16h. O evento começa com a apresentação de vídeos que viralizaram nas redes sociais nos últimos dois anos, com paródias sobre as dificuldades dos professores durante a pandemia e arrancaram risadas da plateia.


A vencedora na Etapa Nacional Troféu Bronze, na Categoria Ensino Fundamental I – Anos Iniciais, professora Valda Barros e o professor colaborador Vitor Ibiapino Junior, foram destaques com o Projeto Plante-me e Descubra Quem Sou, que trabalha a coleta de resíduos domésticos com foco no resíduo orgânico. “Na pandemia, as crianças produziram em casa adubos e hortas”; nessa inciativa o projeto impactou diretamente 215 famílias ligadas aos alunos da Escola Estadual Santa Maria, no bairro Marabaixo, em Macapá”, disse a professora Valda Barros.

“Estamos super felizes por estarmos entre os vencedores nacionalmente. Empreender também é assunto de criança no ensino fundamental nos anos iniciais e o Projeto Plante-me e Descubra Quem Sou, mostrou isso”, disse a professora Valda Barros.

O professor colaborador do Projeto Vitor Plante-me e Descubra Quem Sou, Vitor Ibiapino Junior, agradece ao Sebrae e à Escola Santa Maria. “A união de todos fazem parte deste processo, esse prêmio é nosso, é seu”, destaca o professor Vitor Ibiapino Junior.

Outra vencedora na Etapa Nacional Troféu Bronze, na Categoria Ensino Fundamental Anos Finais, foi a professora Pábula Nataely, com o Projeto Empreender na Escola: Espetáculo Circo Almirante da Alegria, desenvolvido durante as aulas de educação física por 3 meses, onde impactou diretamente 125 alunos na Escola Estadual Almirante Barroso em Santana, 1 mil pessoas no espetáculo circense, indiretamente toda a comunidade no entorno da escola e diversas instituições.

“Estou grata pela valorização que o Sebrae no Amapá e Sebrae Nacional com os educadores. A educação pública precisa de mais apoio, mais atenção e esse troféu são para os 125 alunos que participaram ativamente desta projeto. Empreender na escola com o espetáculo circo Almirante da Alegria, me deixa muito grata. Obrigada aos meus gestores, obrigada aos professores que estiveram comigo e muito obrigada Sebrae”, declara a professora premiada nacionalmente, Pábula Nataely.

 

Sebrae
A gerente da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae no Amapá (UEE), Denise Bitencourt, destaca que a premiação é resultado de todo um trabalho que vem sendo desenvolvido para a educação formal, avançando desde 2019, com a nova diretoria à frente da instituição, que apoiam incondicionalmente o Programa de Educação Empreendedora, que incentiva a formação de professores e alunos.

“As escolas são as nossas parceiras para que esse programa possa ter êxito e hoje tivemos o reconhecimento. É o segundo ano consecutivo que o Sebrae no Amapá é premiado no PSEE, desta vez nas categorias Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Anos Finais. Estamos felizes e queremos compartilhar com todos essa conquista e ganharmos força para incentivar mais professores a serem protagonistas e escreverem suas histórias nesse novo mundo, onde professores e os alunos estão em evidência. A participação do professor é fundamental para o Sebrae, para ele ser o empreendedor em sala de aula e no seu projeto de vida”, declara a gerente da UEE/Sebrae/AP, Denise Bitencourt.

 

Nacional
O gerente da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae Nacional, Jânio Macedo, pediu para as mulheres se levantassem. “A educação tem a alma feminina. Esse é o retrato da nossa educação. Para o Sebrae, é um orgulho, uma alegria reconhecer o trabalho dos professores, responsáveis pela mudança do país e do mundo. Vocês representam 2,2 milhões de educadores brasileiros que compõem as redes públicas estadual e municipal”, evidencia o gerente da Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae Nacional, Jânio Macedo.

 

Prêmio
Finalistas nacionais, os dez profissionais de cada categoria ganharam bolsa integral para o MBA EAD em Educação Empreendedora 5.0 (360h). Os vencedores nacionais (primeiros lugares em cada categoria, participarão de uma missão técnica custeada pelo Sebrae.

 

 

Etapa Nacional
O Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora foi criado com o objetivo de estimular, reconhecer e divulgar práticas de educação empreendedora, aplicadas em instituições de ensino de todo o país. Dessa forma, visa identificar iniciativas, atividades, projetos que estão sendo desenvolvidos nas salas de aulas, que estimulem a atitude empreendedora entre os estudantes.

Essa é a 2ª edição do evento promovido pelo Sebrae. Foram 50 finalistas de todo o país, e, na ocasião, foram anunciados os 15 ganhadores nacionais (1º, 2º e 3º lugares de cada categoria – fundamental, médio, superior e profissional).

 

 

Comitiva
O Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora (PSEE), contou a presença da Amapá formada pela gerente Unidade de Educação Empreendedora do Sebrae (UEE), Denise Nunes e pelas colaboradoras do Sebrae Cristiane Brito, Marília Correia e Thaís Tabosa; professores da rede estadual de ensino, Valda de Barros, Vitor Ibiapino Junior, Joaciany Paixão e Pábula Nataely; professor do Ifap – Campus Santana, Yuri Bezerra; técnicos e professora da Secretaria Municipal de Educação de Laranja do Jari, Lydiane Silva, Rudson Duarte e Rivika Freitas; e professores da rede municipal de ensino de Pedra Branca do Amapari Laurenice Oliveira e Sianuzia Barros.


Comente