Cidades

Profissionais de saúde são treinados para manipulação da vacina Pfizer

A capacitação foi realizada pela SVS, que aguarda o recebimento das vacinas nesta terça, 4.

Compartilhe:
Foto: Reprodução

A Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) realizou na tarde dessa segunda-feira, 3, um curso on-line voltado aos profissionais da saúde que terão contato com o imunizante da Pfizer.

O objetivo da capacitação é esclarecer dúvidas dos profissionais que trabalham direto nas salas de vacinas e coordenadores de imunização dos municípios de Macapá e Santana.

Com a previsão de chegada, no Amapá, para esta terça, 4, o lote de vacinas da Pfizer faz parte do novo acordo assinado pelo Governo Federal com a fabricante americana.

O Amapá será contemplado com uma remessa de 1.170 doses do imunizante, que por ter características diferentes dos outros (Coronavac e Astrazeneca), como a necessidade de acondicionamento e manejo especial.

O Estado já dispõe da estrutura de armazenamento e o treinamento para os profissionais e visto como essencial para se obter o sucesso esperado nas aplicações

“O treinamento do profissional que vai ter contato com este tipo de vacina é muito importante, visto que ela precisa, por suas características, de uma atenção maior por parte de quem vai manuseá-lo e disponibilizá-la para a nossa população. Pensamos em tudo antes de começar a vacinação nas unidades de saúde”, explicou a coordenadora da Unidade de Imunobiológicos da SVS, Andrea Marvão.

O curso tratou dos seguintes pontos:

  • Situação na Anvisa
  • Orientação sobre transporte e logística
  • Manipulação dos insumos
  • Estocagem
  • Relatos sobre eventos adversos sobre a vacina

Mais de 100 profissionais participaram de forma remota, através do sistema EAD, com espaço aberto para debates, perguntas e respostas.

Esse tipo de treinamento, faz parte do plano do Ministério da Saúde, que disponibilizou um informe técnico tratando exclusivamente do novo tipo de vacina que será utilizando no Plano Nacional de Vacinação.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *