Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Cidades

Programa da Unifap oferece 820 vagas para qualificar jovens a serem bilíngues

Em entrevista no rádio, coordenadora do projeto diz que a pandemia obrigou a universidade a desenvolver meios remotos que agora aumentam o alcance de iniciativas como essa.


Cleber Barbosa
Da Redação

 

A professora Inajara Viana, vice-coordenadora do Projeto Jovem Bilíngue, da Universidade Federal do Amapá (Unifap), foi ao rádio nesta terça-feira (02) falar sobre a nova etapa do programa que capacita moradores de municípios da capital e do interior a serem fluentes em inglês e francês, portanto obterem a titulação de bilíngues.

Falando ao programa Café com Notícia, na Diário FM (90,9), ela explicou que o Jovem Bilíngue é um projeto de extensão de idiomas Unifap, que acaba de abrir processo seletivo para preenchimento de vagas e cadastro reserva para novas turmas e turmas sequenciais, num total de 820 vagas dividas entre inglês e francês.

 

O projeto que iniciou as aulas em outubro de 2020 em formato remoto, formou 178 alunos nas línguas inglesa e francesa, apesar do apagão e os imprevistos relacionados a pandemia.

 

Falando à equipe do jornalístico, disse que o processo seletivo para monitores está em execução e alunos aptos pela Universidade a ministram as aulas orientados por professores da própria Unifap.

 

À distância

Para a professora, um diferencial para o mercado, num momento desafiador para o Amapá e o mundo. “Tem o lado positivo do EAD que é alcançar um maior número de alunos. Quando falamos Jovem Bilíngue é só o nome do projeto, mas o edital contempla a comunidade em geral. Fora Macapá, Santana e Mazagão, atenderemos Oiapoque, Pedra Branca e Laranjal do Jari”, disse a professora Inajara.

 

O Jovem Bilíngue que funciona em Macapá, Santana e Mazagão, no formato remoto, já atendeu alunos de Laranjal do Jari. O projeto irá expandir para outros municípios do estado como Pedra Branca, Porto Grande, Pracuúba, Amapá, Serra do Navio, Oiapoque.


Comente