Cidades

Programação especial do Hemoap homenageia doadores voluntários

A campanha “uma cor que nos une”, referente à Semana Nacional do Doador de Sangue, encerra na sexta-feira, 26, com show do cantor Zé Miguel.

Compartilhe:
Nesta quinta-feira, 25, é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue. Para agraciar os doadores voluntários, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) realizou uma manhã com apresentação da banda do Corpo de Bombeiros.

A atração também é referente a campanha “uma cor que nos une”, da Semana Nacional do Doador de Sangue.

Durante toda a manhã, os voluntários que compareceram à sala de coleta puderam doar sangue embalados pela música da banda do Corpo de Bombeiros. Além disso, o Hemoap também disponibilizou matérias educativos e de campanha e bolo para adoçar o dia do público espontâneo na unidade. A programação encerra na sexta-feira, 26, com show do cantor Zé Miguel.

A psicóloga Naira de Almeida, de 29 anos, doa sangue periodicamente há 5 anos. Em junho, mês de conscientização sobre a doação de sangue, ela recebeu um certificado prata, que homenageia quem já fez mais de 35 doações.

“É sempre muito gratificante estar aqui e muito gratificante doar, principalmente por saber que cada bolsa de sangue que eu doo ajuda até 4 pessoas. Faço doações direcionados e não direcionados sempre que posso e acho extremamente relevante difundir a importância do hábito de doar sangue enquanto um dever de cidadão, mas também enquanto ato de amor e solidariedade ao próximo”, disse a doadora fidelizada.

A média atual é de 52 doadores voluntários por dia na unidade, mas a chefe do Serviço de Captação e Orientação Social do Hemoap (SCOS), Elmira Melo, afirma que o ideal para manter o estoque sempre equilibrado seria de, no mínimo, 87 voluntários diariamente.

“Precisamos aumentar o nosso quantitativo de doações, por isso reforçamos o chamamento a quem quiser e puder doar. Por pessoa, coletamos aproximadamente 450ml, o que é pouco para quem doa, mas muito para quem precisa. A quantidade de sangue doado não afeta a saúde e a recuperação é rápida”, completou a chefe.

O Hemoap necessita frequentemente de todos os tipos sanguíneos, pois abastece as unidades hospitalares da rede pública e privada. Atualmente o estoque está crítico para os tipos sanguíneos O+ E AB+.

 

Quem pode doar?

Pessoas com idade entre 16 e 69 anos podem doar, entretanto, os menores de 18 anos precisam de autorização dos responsáveis e os maiores de 69 podem doar apenas de houver histórico de assiduidade de doações.

É necessário pesar acima de 50 quilos, estar em boas condições de saúde, bem alimentado e descansado, além de não ter apresentado sinais ou sintomas de gripes nos últimos 14 dias e não ter testado positivo para covid-19 nos últimos 30 dias.

A pessoa só é classificada como apta ou não a doação após uma triagem clínica que consiste num questionário sobre a saúde e vida do possível doador. Para doar, é necessário portar documento oficial com foto e comparecer a unidade que fica localizada na avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá.

O funcionamento do Hemoap é pela manhã, entre 7h30 e 12h30. Além das doações por comparecimento espontâneo, também é possível agendar através do site do HEMOAP.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *