Cidades

Secretários de Educação discutem aprovação do Fundeb com o presidente do Congresso

Encontro virtual foi articulado pela secretária de Educação do Amapá, Goreth Sousa. Votação da PEC do Novo Fundeb no Senado deve ocorrer ainda em agosto.

Compartilhe:
Foto: Divulgação/Consed

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) se reuniu na noite desta terça-feira, 11, com o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre. O tema da reunião foi a votação da PEC do Novo Fundeb no Senado, que deve ocorrer na segunda quinzena de agosto. O encontro virtual foi articulado pela secretária de Educação do Amapá, Goreth Sousa.

“Esse encontro é importantíssimo para que o Senado, através de seu presidente Davi Alcolumbre, possa se sensibilizar quanto a essa causa em prol da educação brasileira. A PEC do Novo Fundeb precisa ser aprovada para que os estados e municípios possam garantir o direito básico dos brasileiros a uma educação pública de qualidade e com equidade”, reforçou a titular da pasta educacional do Amapá.

Coordenado pela secretária de Educação do Mato Grosso do Sul e presidente do Consed, Cecilia Motta, o encontro virtual contou com a apresentação da posição do conselho sobre a proposta. Os secretários defendem a aprovação do texto sem alterações que possam implicar na sua devolução para a Câmara.

Aos secretários, o senador Davi Alcolumbre informou que deve colocar a matéria em votação no dia 20 de agosto. Isso já está acordado com os líderes partidários e o relator da PEC na casa, o senador Flávio Arns. Alcolumbre destacou o fato de os senadores já estarem envolvidos na discussão da proposta desde a sua tramitação na Câmara, o que favorece um consenso para aprovação sem alterações que possam devolver a PEC para reanálise dos deputados.

O presidente do Senado destacou a importância da atuação dos secretários estaduais e do Consed na construção do Novo Fundeb. Ele disse estar honrado em ser o responsável pela assinatura que vai promulgar uma emenda constitucional tão importante para a Educação do país.

Os secretários avaliam que esse diálogo direto com o parlamento é muito relevante pois abre espaço para escuta daqueles que fazem a gestão dos recursos do fundo e conhecem de perto a realidade das escolas. A exemplo do presidente do Senado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também recebeu os secretários antes da votação da PEC pelos deputados.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *