Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Cidades

Seed e gestores escolares dialogam sobre protocolos sanitários nas escolas estaduais

Em caso de alerta para a covid-19 na escola, a unidade de ensino deve finalizar o ano letivo de forma remota.


A equipe técnica da Secretaria de Estado da Educação (Seed) reuniu-se nesta quarta-feira, 19, com os gestores escolares da rede estadual de ensino para reforçar as orientações sobre como agir em casos de covid-19 e gripe nas escolas, bem como sobre a finalização do ano letivo, datado para o dia 29 de janeiro.

 

O coordenador de Educação Básica e Profissional da Seed, Ryan Muller, explica que as escolas estão neste momento em período de recuperação, portanto, com o número de estudantes e servidores bem reduzidos. Mesmo assim, em casos de alerta para a covid-19, os gestores escolares devem encerrar o ano letivo de forma remota.

 

“A rede estadual está trabalhando de forma híbrida (presencial e remota), e mantém os protocolos sanitários e o distanciamento de 1,5 metros. Nunca deixamos a pandemia fora do nosso radar. As escolas que estão em alerta para a covid-19 devem encerrar o ano de forma remota. Este sempre foi o nosso protocolo”, explicou Muller.

 

Em casos de gripe, o estudante ou o servidor devem ficar em casa. “Toda a rede está sendo acompanhada. As escolas têm estratégias definidas e já sabem trabalhar remotamente. Vamos garantir a proteção à vida dos nossos estudantes e servidores das escolas e ter um término de ano letivo seguro”, pontuou.

 

As férias escolares serão em fevereiro e o início do ano letivo está marcado para o dia 7 de março. Para Muller, a expectativa é que os casos de covid baixem até retornar às aulas. “Continuaremos monitorando e seguindo as recomendações do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública – Coesp. Se ainda estivermos em alerta, vamos retornar o ensino de forma remota. As escolas já possuem suas estratégias definidas”, concluiu.


Comente