Cidades

Sudam tem mais de R$ 250 milhões em emendas parlamentares

O resultado positivo da participação parlamentar nos recursos da Sudam resulta da mobilização que a instituição vem realizando nos últimos anos, em especial, junto às bancadas de estados de menor PIB (Produto Interno Bruto).

Compartilhe:

Em 2016, a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) recebeu R$250 milhões em emendas parlamentares do orçamento federal aprovado pela presidente Dilma Rousseff, no dia 15 de janeiro.

O volume de recursos destinados à instituição é o maior dos últimos 10 anos e R$170 milhões a mais do que no ano passado. No total, foram descentralizados para a Sudam, aproximadamente, R$70 milhões em emendas individuais, R$50 milhões de emendas do relator, R$57 milhões de proposições de bancadas e R$74 milhões de emendas apresentadas pelas Comissões de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional; e Desenvolvimento Regional e Turismo.

O resultado positivo da participação parlamentar nos recursos da Sudam resulta da mobilização que a instituição vem realizando nos últimos anos, em especial, junto às bancadas de estados de menor PIB (Produto Interno Bruto).

São deles, pelo menos 60% do total de recursos que serão executados ao longo de 2016. O destaque é para os deputados Carlos Bezerra (PMDB/MT) e Édio Lopes (PMDB/RR), que destinaram os maiores valores de emendas individuais equivalentes a R$7,6 milhões e R$7 milhões, respectivamente. Já o Pará responde pelo maior aporte de emendas de bancada, correspondente a R$ 41,6 milhões.

O quadro geral de proposições inclui a realização de 29 ações e dezenas de subações nos estados do Amapá, Roraima, Mato Grosso, Maranhão, Tocantins, Pará e Rondônia. Entre elas, estão projetos voltados ao desenvolvimento local dos municípios, ao fortalecimento da agricultura familiar, à infraestrutura urbana e econômica e dinamização de arranjos produtivos locais.

As emendas parlamentares são um importante instrumento de gestão viabilizado com a atuação de deputados e senadores, que a partir de suas atuações no Congresso Nacional ajudam os poderes públicos federal, estadual e municipal a implementar melhorias estruturais, econômicas e sociais nos diversos locais da Amazônia.

O prazo para que os parlamentares informem às instituições parceiras os beneficiários (estados e municípios) que vão receber recursos das emendas deste ano termina no próximo dia 19 (sexta-feira). Já o cadastramento das propostas poderá ser feito até 15 de março.

 

Veja as emendas do Amapá

 

37870003

Dep. Davi Alcolumbre/AP

22.691.2029.8918.0402 – Ampliação e Fortalecimento das Estruturas Produtivas – No Município de Macapá-AP

0,00

200.000,00

200.000,00

 

36960001

Dep. Jozi Araújo/AP

22.333.2029.20NK2.0016– Estruturação e Dinamização de Arranjos Produtivos Locais em Espaços Sub-Regionais – No Estado do Amapá

6.161.218,00

0,00

6.161.218,00

 

26760008

Dep. Vinícius Gurgel/AP

22.333.2029.20NK2.0016– Estruturação e Dinamização de Arranjos Produtivos Locais em Espaços Sub-Regionais – No Estado do Amapá

150.000,00

0,00

150.000,00

71050013

Bancada do Amapá

15.244.2029.7K66.0402 –Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado – No Município de Macapá-AP

1.277.300,00

7.846.268,00

9.123.568,00

 

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *