Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Cidades

TCU investiga empréstimo do BB a apresentadora de TV

Financiamento



 

O Tribunal de Contas de União (TCU) está investigando um empréstimo de R$ 2,7 milhões concedido por bancos públicos à empresa Torke Investimentos, da apresentadora de TV, Val Marchiori.

Esse empréstimo foi concedido pelo Banco do Brasil a partir de uma linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes), com juros subsidiados. Essa linda de crédito contrariou algumas normas do banco.

Na época em que a operação foi realizada, o presidente do BB era Aldemir Bendine, indicado na semana passada pela presidente Dilma Rousseff para a presidência da Petrobras no lugar de Maria das Graças Foster, que renunciou ao cargo em meio a uma crise causada pelas denúncias de corrupção na estatal. O jornal diz que Bendine e Val são amigos e que o Banco do Brasil a ajudou a conseguir o empréstimo junto ao Bndes, com juros subsidiados de 4% ao ano, abaixo da inflação.

De acordo com a publicação, o financiamento contrariou normas do banco, pois a apresentadora tinha restrição de crédito e não teria capacidade financeira para contraí-lo. Questionado à época pelo jornal, Bendine negou participação na concessão de crédito.

Processo aberto
De acordo com o TCU, o processo de investigação foi aberto em novembro passado a pedido do procurador do Ministério Público junto ao tribunal Júlio Marcelo de Oliveira. Na representação em que pede a abertura do processo, Oliveira diz que os fatos são “potencialmente graves” e que o Banco do Brasil deve esclarecimentos.


Comente