Última hora Polícia Política Cidades Esporte

Publicidade
Diário Destaque

Único representante do estado, Trem já começa a pensar na Copa do Brasil

O sorteio dos jogos da 1ª fase da competição acontecem no dia 17 de janeiro


Uma das principais competições do futebol brasileiro começou a ganhar forma nesta semana. Os potes com os clubes que vão participar da Copa do Brasil foi definidos e o sorteio para descobrirmos os jogos da primeira fase do torneio vai acontecer no dia 17 de janeiro. O Amapá tem um único representante em busca de um título inédito: o Trem.

A Copa do Brasil tem seus favoritos. Nos sites de apostas, times como Flamengo, Palmeiras e Atlético Mineiro lideram as cotações. É possível conferir a chance de cada um dos clubes. Confira aqui. Mas é sempre possível que um clube surpreenda. Quem não se lembra do título conquistado pelo Santo André diante do Flamengo, em 2001? Na temporada passada, o CRB eliminou o Palmeiras na 3ª fase da competição. Ou seja: tudo pode acontecer.

Diante disso, o Trem está de olho nos possíveis adversários na primeira fase da Copa do Brasil. O clube está no pote G, ao lado de Tocantinópolis, Operário-MT, Ceilândia-DF, Real Noroeste-ES, Nova Iguaçu, Lagarto-SE, Maricá-RJ, Glória-RS e Pouso Alegre-MG.

O calendário previsto pela CBF para 2022 detalha que a Copa do Brasil será disputada entre 22 de fevereiro e 19 de outubro. O torneio prevê eliminatórias de 1ª e 2ª fases em apenas um jogo. O calendário terá a rodada inicial entre 23/02 e 03/03. As equipes que avançarem jogarão entre 09/03 e 17/03.

No total, são 10 potes, cada um deles com 8 clubes em cada. Os chaveamentos vão obedecer os seguintes critérios: A x E, B x F, C x G e D x H Como o Trem está no pote G, ele vai enfrentar os clubes do Pote C. Estão nesse grupo as seguintes equipes: Sampaio Corrêa, Paraná, Operário-PR, Guarani, Criciúma, Brasil de Pelotas, Náutico, Londrina, Paysandu e Figueirense.

Logo na 1ª fase, o Trem pode enfrentar times tradicionais do futebol brasileiro, como o Guarani, campeão brasileiro em 1978 e que está na Série B, assim como o Criciúma, que faturou a Copa do Brasil em 1991, comandado pelo então desconhecido Luiz Felipe Scolari. Outros times complicados são Náutico e Figueirense.

O Trem terá um ano cheio. Além da Copa do Brasil, que tem premiação em mais de R$ 50 milhões para o campeão, a equipe também vai disputar o Campeonato Brasileiro da Série D, a Copa Verde e o Amapazão.


Comente