Geral

Amapá tem maior proporção do país de pessoas trabalhando por conta própria, divulga IBGE

De acordo com a pesquisa, o percentual de pessoas trabalhando por conta própria no Amapá no 2° trimestre de 2021 foi de 37,7%, o que representa 121 mil trabalhadores.

Compartilhe:

O IBGE divulgou nesta terça-feira (31), dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Trimestral, com resultados do segundo trimestre de 2021.

De acordo com a pesquisa, o percentual de pessoas trabalhando por conta própria no Amapá no 2° trimestre de 2021 foi de 37,7%, o que representa 121 mil trabalhadores. Este é o maior percentual entre as Unidades da Federação, seguido de Amazonas (36,7%) e Pará (35,4%). Os menores percentuais foram observados no Distrito Federal (21,4%), São Paulo (24,9%) e Mato Grosso do Sul (25,5%).

Já o percentual de empregados com carteira de trabalho assinada era de 67,8% dos empregados do setor privado (61 mil pessoas). Os maiores percentuais estavam em Santa Catarina (90,0%), Rio Grande do Sul (84,3%), Paraná (82,5%) e São Paulo (82,4%) e os menores, no Maranhão (49,2%), Pará (53,1%) e Bahia (56,0%).

A taxa de informalidade para o Amapá foi de 49,5% da população ocupada (159 mil pessoas), e a taxa composta de subutilização da força de trabalho (percentual de pessoas desocupadas, subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas e na força de trabalho potencial em relação à força de trabalho ampliada) foi de 32,5% (144 mil pessoas).

A taxa de desocupação do Amapá no 2º trimestre de 2021 foi de 16,4% (63 mil pessoas desocupadas). Em relação ao trimestre de janeiro a março de 2021 (15,4%), não houve variação estatisticamente significativa. Entretanto, em relação ao mesmo trimestre de 2020 (11,4%), aumentou 5,0 pontos percentuais.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *