Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Geral

Edital de R$ 30 milhões atende projetos de bioeconomia e transformação digital na Amazônia

Evento realizado em parceria com o MCTI, Finep e Governo do Estado ocorrerá na próxima sexta-feira, 11, de forma híbrida.


Representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) estarão no Amapá na próxima sexta, 11, para divulgar o edital de Bioeconomia e Transformação Digital na Amazônia.

O evento de apresentação ocorrerá às 9h no auditório da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec) e também será transmitido pelo canal da instituição no YouTube: www.youtube.com/setecamapa

São R$ 30 milhões destinados a promover o crescimento econômico e social sustentável da população que vive na Amazônia brasileira. O Programa Finep/MCTI Amazônia, como o edital está sendo chamado, será executado em duas rodadas, como estratégia para ampliar a oportunidade das empresas estruturarem seus projetos.

A primeira, no valor de R$ 15 milhões, terá prazo para recebimento de propostas até 18 de março. A segunda rodada, de igual soma de recursos, receberá inscrições de 8 a 29 de julho de 2022.

A chamada pública inédita é voltada para projetos de inovação nos temas bioeconomia e transformação digital, que deverão ser desenvolvidos por empresas sediadas no Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

São elegíveis empresas de todos os portes. As Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) somente podem integrar projetos como prestadoras de serviços para as proponentes ou coexecutoras, sua participação é um dado favorável na avaliação das propostas.

 

Temáticas
Sob o tema Bioeconomia, o edital busca projetos com base na utilização inovadora e sustentável de recursos naturais para a criação de produtos, processos e serviços em áreas como saúde humana e animal, agricultura, pecuária, processos industriais, cosméticos, química, energia e biotecnologia, entre outros.

Em Transformação Digital, os produtos podem ser aplicados em áreas como Educação, apresentando novas soluções para práticas de ensino, por exemplo. Em Saúde, no aprimoramento e migração dos serviços de cuidados em massa para aqueles personalizados, otimizando custos e no Saneamento Básico, no aumento da eficiência e qualidade dos serviços e instalações de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, entre outros exemplos.


Comente