Geral

Especialistas dão dicas de postura e alongamento para ‘encarar’ o home office

O trabalho em casa foi estratégia adotada por 46% das empresas durante a pandemia, segundo a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise Covid-19.

Compartilhe:

A pandemia trouxe uma nova rotina para grande número de trabalhadores, com a adoção do home office. O trabalho em casa foi estratégia adotada por 46% das empresas durante a pandemia, segundo a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise Covid-19. Mas como anda a postura no doce lar? Alguns cuidados devem ser tomados para evitar algum tipo de desconforto com a coluna e membros.

Com mais tempo em frente ao computador e boa parte do tempo sentada, a publicitária Joana Silva começou a sentir dores no braço e pescoço. “Antes, eu tinha o deslocamento da casa para o trabalho. Hoje, não tenho mais esse movimento e a maior parte do dia é com a mesma postura. Logo, vieram as dores e procurei ajuda profissional. Estou bem e mais atenta com o meu corpo”, conta Silva.

O computador fora da linha dos olhos pode trazer malefícios à coluna cervical e aos olhos. A cadeira fora do ângulo correto para cada pessoa pode desencadear diversas patologias do joelho, quadril e coluna, de acordo com a professora do curso de Fisioterapia da faculdade Fama de Macapá, Karla Baraúna. “Cuidados com a postura podem evitar problemas de saúde e algumas adaptações ajudam a diminuir as tensões e as dores na coluna”, reforça a especialista.

A primeira dica para aliviar dor na coluna é encontrar uma cadeira que conforte seu corpo, especialmente a coluna lombar. “Não necessariamente a melhor opção é a que tem o maior encosto. Uma série de fatores vai afetar sua postura, a depender do perfil da pessoa e ambiente. Itens como regulagem, altura e material usado devem ser levados em consideração”, destaca Baraúna. Ela acrescenta outro ponto: “É importante evitar ficar muito tempo sentado, procurando ter períodos de pelo menos 10 minutos de descanso a cada 50 minutos para poder movimentar e alongar”.

Atenção com os braços

Segundo a especialista, o membro superior deve ficar numa distância adequada com o teclado, que não fique muito esticado e nem muito curto. “A cadeira deve ter um apoio ideal para os braços. Dessa forma, não sobrecarrega as articulações do punho do cotovelo e do ombro. Por fim, uma boa noite de sono e descanso, para que no outro dia se tenha uma ótima demanda de trabalho no home office”, conclui a fisioterapeuta.

Não pode deixar o corpo parado. A dica é mexa-se!

O coordenador do curso de Educação Física da faculdade Fama, Airton Mesquita, destaca ser essencial procurar não deixar o corpo parado realizando alguns alongamentos. “A dica é: mexa-se. A pessoa que incluir os exercícios de alongamento no seu home office terá mais bem-estar. Isso ajuda a diminuir a tensão, aliviar as dores tanto na parte superior ou nos membros inferiores, contribuindo para uma melhor postura, benefícios na circulação sanguínea e para aumentar a flexibilidade”, diz Mesquita. O professor recomenda exercícios realizados em pouco tempo, de 15 a 20 segundos em cada posição, que podem trazer bons resultados.

Não sabe como alongar? Confira três dicas valiosas:

Extensão das pernas: Sempre que possível, consiga um espaço para esticar ao máximo suas pernas. Execução: sente-se no solo, estenda e junte as pernas. Se retirar as pernas do chão, incline-se para a frente.

Alongamento dos braços: O movimento semelhante ao se espreguiçar também é uma boa prática para aliviar dor na coluna. Entrelace os dedos e estique os braços para cima com as costas retas e segure por alguns minutos.

Flexão de pescoço: Incline a cabeça para frente até encostar o queixo no peito e mantenha a posição por 5 segundos. Levante lentamente a cabeça, incline-a para trás e segure por mais 5 segundos. Repita esse movimento 5 vezes.

* O estudo foi elaborado pela Fundação Instituto de Administração (FIA) coletou, em abril, dados de 139 pequenas, médias e grandes empresas que atuam em todo o Brasil.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *