Geral

População queima pneus em protesto a racionamento de energia e

Afirma que medida aconteceu por falta de diesel em termoelétricas


Compartilhe:

 

A população de Laranjal do Jari fez um protesto, em frente à Prefeitura, contra o racionamento de energia elétrica que vem sendo adotado desde sexta-feira, 8. Pneus e pedaços de madeira foram queimados na noite de sábado, 09, para reivindicar a volta do fornecimento de energia na região. De acordo com o jornalista Dalton Pacheco, de 35 anos, que mora na região, os racionamentos iniciaram na madrugada de sexta-feira e não cumpriram o tempo informado de interrupção do serviço. “A energia era cortada e nunca voltava no horário marcado pela CEA (Companhia de Eletricidade do Amapá). Isso aconteceu todos os dias de racionamento”, disse.

A previsão no sábado, segundo o morador, era para o fornecimento de energia retornar às 14h, no entanto, o serviço voltou à normalidade só às 3h de domingo, 10.

De acordo com a CEA, houve necessidade de racionamento em Laranjal do Jari e Vitória do Jari, por causa do desabastecimento de combustível nas usinas termoelétricas que atendem os municípios. O produto foi transportado no sábado, mas as condições de tráfego no trecho entre Macapá e Laranjal do Jari impossibilitaram a celeridade no abastecimento.

A estatal ainda afirmou que trabalha para fornecer energia elétrica para a região Sul do Amapá sem interrupção a partir de 17 de maio, com a interligação dos dois municípios da região ao Sistema Interligado Nacional (SIN), o que eliminará a necessidade de utilização de diesel para geração de energia elétrica.

 
Compartilhe:

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *