Última hora Polícia Política Cidades Esporte
Nota 10

Amapaenses participam da Expo Favela com projeto de empreendedorismo cultural

Esta é a primeira edição do evento organizado pela Favela Holding, em parceria com a Central Única de Favelas (Cufa).


A Duas Telas Produtora Cultural foi selecionada por meio de edital para mostrar seu trabalho na 1º edição da Expo Favela que acontece nos dias de 15, 16 e 17 de abril no World Trade Center (WTC), em São Paulo. O evento é organizado pela Favela Holding em parceria com a Central Única de Favelas (Cufa).

A produtora participará com produto de organização e profissionalização de carreiras artísticas, impulsionando produtos culturais da Amazônia, com foco na arte produzida no Amapá, sendo a única empresa da cadeia produtiva da cultura da Amazônia a estar presente na Expo Favela.

“Nós queremos dar destaque para o trabalho da economia criativa desenvolvido por nossos artistas, junto conosco, para assim agregar valor e mostrar todo potencial dos produtos culturais produzidos no Amapá”, destaca o CEO da Duas Telas, Josimar Barros

O evento busca conectar empreendedores e startups da favela com investidores e entusiastas para assim transformar esses encontros numa explosão de oportunidades. Durante os três dias cerca de 5 mil pessoas devem passar pela exposição.

 

A Duas Telas
É uma empresa da economia criativa da Amazônia que acredita que empreendedorismo cultural pode dialogar intimamente com conceitos da sustentabilidade ambiental e outras áreas estratégica para dar visibilidade à Região Amazônica como o Turismo. Para isso desenvolve não só processos organizativos para potencializar e profissionalizar carreiras de artistas da Amazônia, bem como busca impulsionar o produto cultural produzido nessa região.

Na última década a Duas Telas produziu projetos aprovados em editais públicos como Petrobras e FUNARTE. Na música a Duas Telas Produções realizou grandes produções de artistas da vertente regional e MPB como Patrícia Bastos, Nilson Chaves, Lucinha Bastos, Eudes Fragas, Celso Viáfora e Pedro Viáfora, Jana Figarella, Lia Sophia, Flávio Venturini e Ney Matogrosso. E no casting local já produziu artistas como Ariel Moura em show conjunto com Regine Lapassion, Poetas Azuis e Enrico Di Miceli, Manoel Cordeiro e outros diversos eventos locais.

 

Nova identidade visual
A produtora também apresenta nesta semana a nova identidade visual marcada por elementos do simbolismo regional que são os remos ribeirinhos, onde os elementos estão interligados e se fundem no formato de olhos. Também simbolicamente a forma disposta pelos remos amazônicos remete a forma desenho representativo do Yin e Yang, que remete ao equilíbrio de energias e forças presente no universo compreendida especialmente pela filosofia oriental.


Comente