Nota 10

Bioparque da Amazônia é escolhido para início de programação alusiva ao Dia da Conscientização do Autismo

As fotos farão parte de uma exposição de quadros em uma programação alusiva ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em abril.

Compartilhe:

O Bioparque da Amazônia recebeu vinte famílias que possuem jovens com Transtorno do Espectro Autista (TEA) para a realização de um book fotográfico do projeto Click Inclusivo, na última sexta-feira, 6. As fotos farão parte de uma exposição de quadros em uma programação alusiva ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado em abril.


O Click Inclusivo escolheu o Bioparque da Amazônia por ser um local diferente e que chama a atenção das crianças. “Pensamos em um ambiente além dos estúdios de fotografia. A natureza, a luz, os animais chamam a atenção das crianças com espectro autista. O Bioparque é um cenário ideal para boas fotos”, comentou Doriwendel Souza, pai e um dos idealizadores do projeto solidário.

As fotos serão expostas no dia 7 de abril, no próprio Bioparque da Amazônia. “Serão entregues vinte quadros às famílias que só terão o resultado das imagens no dia da entrega. É um trabalho feito com amor e dedicação do grupo e das famílias, para que seja chamada a atenção à inclusão do jovem com espectro autista no meio social”, esclareceu Souza.

Inclusão Social e Acessibilidade

Na criação do projeto do Bioparque da Amazônia ocorreu o cuidado em incluir socialmente todos os grupos. Desta forma, no local, além do piso tátil com mais de 1 km de distância, o parque possui um Jardim Sensorial, que é autoguiável. “As pessoas com deficiência visual podem ter uma experiência de conhecimento do que o local possui. Desta forma, aguçando os sentidos com o som da água, da textura das folhas, das plantas do jardim, do piso de texturas diferentes”, explicou Richard Madureira, diretor-presidente do Bioparque da Amazônia.


Os espaços inclusivos do parque foram todos pensados para que as pessoas com deficiência, como cadeirantes, possam transitar com segurança. “O calçamento bloquetado facilita o passeio de quem visita o Bioparque com cadeiras de rodas, além de toda pessoa que necessita de maior acessibilidade para transitar pelo parque”, informou Madureira.

Fotos: Gabriel Flores

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *