Nota 10

Brenda Zeni lança Web Clipe

A artista, que veio do Pará para o Amapá em 2008, adotou o estado como sendo sua nascente musical e tem sido adotada por ele.

Compartilhe:

Em maio de 2020, Brenda Zeni lançou o som Minas Armadas. Na época ela também já havia projetado um clipe. Mas, com o início da pandemia e tantas incertezas, tudo foi interrompido, inclusive o projeto de gravação.

Alguns meses depois, a artista realizou um Web Clipe da canção Minas Armadas e foi influenciada por algumas mulheres que enviaram performances, mostrando a liberdade de seus corpos.

Isso foi algo totalmente novo para a artista, até porque aquelas mulheres só tiveram contato online com Brenda, e enviaram imagens de seus corpos seminus interpretando sua canção de forma muito desprendida.

A artista sentiu que aquelas performances eram um grito de liberdade. “Recebi aquele material e senti como se a mente daquelas mulheres se separassem do corpo para se comunicar de um jeito totalmente novo. Com verdade, transportaram a sensação do corpo de quem performa para o corpo que assiste”, disse Brenda Zeni.

A artista, que nunca havia tido intimidade com performance, sentiu-se estimulada a mergulhar neste novo mundo. Brenda Decidiu reprojetar o roteiro original e com o financiamento da Lei Aldir Blanc e do Governo do Estado do Amapá, além do apoio recebido pela Secretaria de Estado da Cultura do Amapá SECULT/AP, com recursos provenientes da Lei Federal n° 14.017, de 29 de Junho de 2020 e realização em conjunto com a OCA Produções, a artista pode colocar seu projeto em prática.

Ela também contou com o apoio da Fundação de Cultura de Macapá por meio do uso do espaço público CEU das Artes. O clipe foi realizado com performance do início ao fim. A direção artística e coreografia ficaram a cargo de Pablo Sena, que comanda o Grupo Âmago. No clipe, compõem o balé as dançarinas Letícia Paixão, Gabriella Furtado, Amanda Galvão e João Pereira. Durante o clipe foram encenadas diversas situações literais e metafóricas do cotidiano feminino frente à sociedade.

As gravações aconteceram no espaço CEU das Artes e levaram cerca de 10 horas, quase ininterruptas. A artista ficou enrolada em cordas de sisal que apertavam o seu corpo enquanto o balé a repuxava para um lado e outro. “Eu não estava nada confortável, as cordas pinicavam demais, apertavam meu diafragma, o que dificultava até para respirar. Saí com hematomas da fricção das cordas, mas muito feliz de flertar com mais essa forma de arte. Tudo por ela. (Risos)”.

Zeni buscou com o clipe trazer para debate assuntos sérios, de maneira mais artística para que ficassem acessíveis a todas as idades. Além deste lançamento, ela está trabalhando nas faixas do novo disco, no estúdio Zarolho Records, que será lançado via Natura Musical. Tem mais um outro clipe vindo aí no início do ano que vem.

É um grande momento na carreira da artista que possui uma caminhada totalmente independente dentro da música. A artista, que veio do Pará para o Amapá em 2008, adotou o estado como sendo sua nascente musical e tem sido adotada por ele.

Zeni é referência no rock feminino amapaense e promessa de projeção cultural nacional da nova geração de artistas do estado. O clipe tem data de estreia para o dia 22 de setembro no youtube da artista: https://www.youtube.com/c/BrendaZeni/

Brindes, como camisetas e adesivos serão sorteados para quem compartilhar qualquer notícia ou imagem do clipe com a hastag #clipeOficialMinasArmadas em modo público, em suas redes sociais.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *