Nota 10

Carnaval 2020: Prefeitura de Macapá anuncia apoio para realização do desfile das escolas de samba

O anúncio foi feito ao lado do presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre, responsável pela articulação do recurso, junto à Secretaria Especial de Cultura, que será destinado para execução do evento.

Compartilhe:

A noite de sábado, 18, foi de celebração para as agremiações carnavalescas do estado. O prefeito de Macapá, Clécio Luís, anunciou o apoio do Executivo municipal no resgate e realização do tradicional desfile das escolas de samba do Amapá no Carnaval 2020. 

Também participaram da solenidade o senador Randolfe Rodrigues, os deputados federais André Abdon e Luiz Carlos, o presidente da Câmara de Vereadores de Macapá, Marcelo Dias e o vereador Diego Duarte. Será destinado R$ 1 milhão, de articulação do senador Davi, e mais R$ 500 mil de contrapartida da Prefeitura de Macapá, para a produção do desfile das escolas de samba. Serão estabelecidas, por meio de edital, as condições técnicas necessárias para que as agremiações tenham acesso ao recurso. Com o incentivo, o Município resgata a tradição do desfile e todas as atividades que representam o carnaval no Amapá.

Clécio Luís destacou o impacto do evento na economia local, com capacidade de gerar 2,5 mil empregos diretos, 8 mil empregos indiretos, R$ 1,2 milhão gastos no comércio local, R$ 1,5 milhão gastos por turistas, R$ 8,8 milhões movimentados por todas as escolas e R$ 1,5 milhão movimentado no sambódromo.  “Queremos que seja um esforço de todo mundo. O senador entrará com o recurso e a prefeitura com contrapartida. Nos unir e iremos atrás de parceiros. Mas temos que começar já, agora. Esse é um desafio. Começaremos dentro das nossas realidades, porque, aliás, é um recomeço e tende a ser difícil. A nossa parte será todo esse aparato de serviços que a prefeitura tem a oferecer também”, disse.

O senador Davi lembrou estar comprometido com todos os setores, destacando este aceno para a cultura como de fundamental importância para movimentar a economia e o turismo local, e resgatar a tradição carnavalesca das escolas de samba em Macapá. “É um evento que mexe com a tradição e com as origens da nossa cidade. Quero dividir esse evento com toda a bancada do Amapá. Isso foi uma construção de vários atores, que conversando chegamos a esse entendimento que a bancada federal devia fazer um gesto para a cultura, para a diversão, entretenimento, para a nossa arte, que é o carnaval no Amapá. E a bancada se mostrou disposta a se unir nesse propósito, buscando todas as alternativas que a gente irá apresentar no grupo de trabalho para o evento”, comentou.

Para que as escolas recebam o recurso, elas deverão passar por processo de organização da regularidade fiscal do contrato jurídico. As agremiações deverão estar aptas para poder ter acesso e utilizar de maneira correta o recurso, de modo a garantir a continuidade e sustentabilidade da atividade. Desta forma, A Prefeitura de Macapá, por meio de grupo de trabalho formando pela Fundação Municipal de Cultura (Fumcult), Instituto Municipal de Turismo (Macapatur), Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec) e Procuradoria-Geral do Município (Progem), colocará técnicos para auxiliar as escolas a conseguirem captar o recurso. 

As tradicionais agremiações carnavalescas do estado estavam presentes na solenidade, sendo estas: Piratas da Batucada, Boêmios do Laguinho, Maracatu da Favela, Piratas Estilizados, Unidos do Buritizal, Embaixada de Samba Cidade de Macapá, Solidariedade, Império da Zona Norte, Emissários da Cegonha e Império do Povo.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *