Nota 10

Curadores iniciam processo de avaliação de projetos artísticos para edição do Macapá Verão Online

Os projetos passarão por análise técnica realizada por uma comissão de seleção de 6 curadores, por meio de critérios, como excelência do conteúdo artístico, trajetória profissional comprovada, criatividade e inventividade, interação artística da atração com a diversidade cultural do Amapá e exequibilidade da proposta.

Compartilhe:

A Prefeitura de Macapá contabilizou 195 inscrições, recebidas pelo site, para o credenciamento de atividades artísticas e culturais que irão compor a grade de programação do Macapá Verão 2020 – edição online. Os projetos passarão por análise técnica realizada por uma comissão de seleção de 6 curadores, por meio de critérios, como excelência do conteúdo artístico, trajetória profissional comprovada, criatividade e inventividade, interação artística da atração com a diversidade cultural do Amapá e exequibilidade da proposta.

As inscrições ocorreram de 23 a 30 de julho e o resultado preliminar de projetos habilitados e inabilitados será divulgado na próxima segunda-feira, 3 de agosto. O evento será realizado no período de 13 a 27 de junho, de forma online, por meio das redes sociais da Prefeitura de Macapá. De acordo com a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman, é um evento tradicional na cidade de Macapá, que valoriza o artista amapaense, fomentando a economia da cultura, e oportuniza que os profissionais da arte possam mostrar e desenvolver seu trabalho, e que, devido à pandemia, será realizado em um novo formato, por meio de Lives.

“Os curadores possuem conhecimento técnico e científico na área cultural e, com certeza, realizarão uma boa análise dos projetos. Para ter transparência e seriedade, convidamos para acompanhar o processo de avaliação o presidente da Comissão de Cultura da OAB/AP, o senhor José Sousa, e a procuradora do Município de Macapá, Edcleuma Nunes”, informou a diretora-presidente Marina Beckman.

Curadores

Flaviane Flores Vieira de Magalhães – professora substituta em exercício na Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Amapá. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina, graduada em Artes Cênicas – bacharel em Direção Teatral pela Universidade Federal de Ouro Preto, técnica em Turismo e Hospitalidade pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sudeste de Minas Gerais.

Evandro Elias de Barros Neto – chefe da Divisão Técnica do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN/AP. Graduado em História pela Universidade Estadual da Paraíba, especialista no curso de Relações Étnicas para Educação pela Universidade Federal de Campina Grande, mestre na área de História na linha da Cultura, Poder e Identidade pela UFCG.

Carla Priscila dos Santos Silva – chefe da Divisão de Programação e Eventos da Prefeitura de Macapá.  Bacharel em Turismo pelo Instituto de Ensino Superior do Amapá, pós-graduada em Docência do Ensino Superior. Produtora cultural.

Nilson de Melo Vieira – professor, músico, instrumentista, maestro, compositor e arranjador, graduado em Música – Composição pela Universidade de Brasília – UnB. Bilíngue, Curso de Formação Inicial e Continuada em Arranjo Linear na Escola de Música de Brasília, Curso de Formação Inicial e Continuada em Arranjo Aplicado na Escola de Música de Brasília, Curso de Guitarra e Violão Popular, Harmonia e Improvisação – Universidade de Brasília – UnB.

Renata Cristina Picanço Sampaio – gerente do Departamento de Desenvolvimento Cultural da Prefeitura Municipal de Macapá. Bacharel em Comunicação Social – com habilitação em Publicidade e Propaganda pela Faculdade SEAMA. Produtora cultural.

André Lima Martins – programador visual e diretor de Comunicação do Instituto Federal do Amapá. Graduado em Comunicação Social – habilitação em Publicidade e Propaganda pela Universidade de Ribeirão Preto, pós-graduado Latu Sensu em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal do Amapá, pós-graduado em Design Educacional pelo Instituto Federal do Espírito Santo.

Fotos: Cleito Souza

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *