Nota 10

História do Marabaixo é retratada em série de podcast por acadêmicos de jornalismo da Unifap

Acadêmicos desenvolveram o rico material para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Trabalho está disponível nos portais www.diariodoamapa.com.br  e www.portalacucena.com/marabaixo

Compartilhe:

Lana Caroline

Da Redação

Os acadêmicos do curso de jornalismo da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Amanda Bastos e Maurício Gasparini, estão detalhando, em podcast [arquivos de áudio que podem ser baixados e consumidos a qualquer momento] um pouco mais sobre um dos maiores produtos da cultura amapaense, o Marabaixo, que foi reconhecido, em 2018, como patrimônio cultural imaterial do Brasil pelo Cnselho Consultivo do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A decisão foi durante reunião no Museu Histórico do Pará, em Belém, no dia 8 de novembro daquele ano.

Os dois desenvolveram, em seu TCC [Trabalho de Conclusão de Curso] um produto que possuí várias vertentes sobre a manifestação cultural, e que foi amplamente explorada em uma grande reportagem. Além do podcast, o assunto está disponível no portal criado pelos acadêmicos e que pode ser acessado no endereço www.portalacucena.com/marabaixo. Além de textos, o material contém imagens e vídeos intercalados.

Segundo os acadêmicos, a escolha do tema se deu pela relevância e como forma de reafirmar a cultura local.  “A gente fez a parceria com o Sistema Diário para soltar nossos podcasts, que são cinco, com curiosidades sobre o marabaixo. Nossa grande reportagem vai sair no Portal Diário e também na Revista Diário como forma de atrair leitores para essa temática que é tão importante para o Amapá, o Brasil e o mundo”, disse Amanda Bastos.

Para a construção do trabalho, foi necessária a participação ativa dos jornalistas durante o ciclo do marabaixo, e, também, interagir com pessoas do meio para obter mais informações. Amanda conta que foi preciso conversar com muita gente sobre o assunto.

“Acompanhamos todo o ciclo do marabaixo. Registramos tudo em vídeos, imagens e conversamos com os participantes. Tivemos dez entrevistados, dentre eles, marabaixeiros, técnicos do Iphan, representantes do setor cultura dentre outros”, afirmou.

Os podcasts estão disponíveis no Portal Diário www.diariodoamapa.com.br . “Esperamos que as pessoas possam acessar e conhecer um pouco mais sobre essa tão expressiva manifestação cultural”, concluiu Maurício.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *