Nota 10

Premiação busca revelar novos caminhos sobre Desenvolvimento Sustentável da Região Amazônica

A Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) tem como representante na comissão avaliadora da premiação o professor Lailson Lemos, do curso de Licenciatura em Educação do campo (campus Mazagão).

Compartilhe:

O Prêmio Professor Samuel Benchimol pretende reconhecer iniciativas e trajetórias pioneiras à compreensão da Amazônia e desvendar novos caminhos em prol do desenvolvimento sustentável da região. A premiação será dividida em Projetos de Desenvolvimento Sustentável na Região Amazônica e Personalidades dedicadas ao Desenvolvimento Sustentável da Região Amazônica.

Para a edição 2020/2021, a categoria “Projetos de Desenvolvimento Sustentável na Região Amazônica” terá uma premiação temática, denominada “Iniciativas para mitigação dos efeitos do Covid-19 na Amazônia”. Já o Prêmio do Banco da Amazônia pretende revelar o potencial de transformação da Região Amazônica através de conceitos e práticas de Economia Criativa, Economia Verde ou Agroecologia e Produção Orgânica.

Haverá também uma premiação honorífica que busca o reconhecimento de Empresas (Empresa na Amazônia) e de Microempreendedores de Sucesso na Amazônia (Prêmio Florescer).

 

Público-alvo
Pessoas vinculadas à comunidade empresarial; instituições de representação sindical ou profissional; instituições universitárias ou de pesquisa sediadas no país ou no exterior; instituições públicas ou privadas com atuação no desenvolvimento sustentável da Amazônia; instituições que tenham o objetivo de promover o desenvolvimento regional, nacional ou internacional; e empresas públicas ou privadas com investimento na Região Amazônica; autônomos com atividades referentes à Região Amazônica.

As propostas podem ser apresentadas por pessoas de todas as ocupações, de qualquer parte do Brasil e do exterior, desde que estejam diretamente relacionadas formalmente com o desenvolvimento da Região Amazônica.

 

Categorias:
– Projetos de Desenvolvimento Sustentável na Região Amazônica;
– Personalidades dedicadas ao Desenvolvimento Sustentável da Região Amazônica;
-Iniciativas para mitigação dos efeitos do COVID-19 na Amazônia;
– Iniciativa de Desenvolvimento Local (IDL);
– Empresas na Amazônia.
Os prêmios são realizados anualmente nas Federações das Indústrias da Região Norte, de forma itinerante. Esta rotatividade é apoiada pela Ação Pró-Amazônia, entidade sem fins lucrativos formada pelas Federações das Indústrias dos Estados da Amazônia Legal, com sede em Brasília. A entidade foi formada inicialmente pelas Federações das Indústrias dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia e Roraima.

*Com informações da Unifap

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *