Nota 10

Residência e Festival ‘Corpus Urbis’ inicia neste sábado

Com o objetivo de promover o diálogo e a troca de processos artísticos, o evento pretende discutir o Amapá e seu contexto sócio urbano a partir do trabalho de 26 artistas.

Compartilhe:

Artistas dos quatro cantos do Brasil vão ocupar a Amazônia a partir deste sábado (22) e seguem até 01 de outubro fazendo performance e intervenção urbana no interior do Estado. A quarta edição da Residência e Festival ‘Corpus Urbis’ acontece em Oiapoque, com ações estendidas para as aldeias Santa Isabel e Espírito Santo, e tem como grande novidade a participação dos indígenas, é a primeira vez que o Estado reúne diversos artistas indígenas para intercambiar processos artísticos.

 

Entre dezenas de inscrições, oito participantes de vários estados brasileiros foram selecionados para intercambiar com 13 artistas indígenas dos povos Galibi-Marwono, Waiãpi, Karipuna e Palikur-Arukwayene. Nomes como Denilson Beniwa, indígena do Amazonas, Jaider Esbell, arteativista multimídia e produtor cultural, e Sallisa Rosa, jornalista que explora questões de identidade, descolonização e povos originários em contexto urbano, estão na lista de artistas nacionais.

 

Em 2017, o projeto foi selecionado através de edital pelo “Rumos Itaú Cultural” e este ano está com apoio da instituição financeira.

 

Reportagem: Railana Pantoja

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *