Polícia

1º Batalhão da PM realiza Operação Saturação nos habitacionais da zona sul de Macapá

Como saldo da operação, o 1º Batalhão teve 82 abordagens a pessoas e 25 a veículos automotores; apreensão de 16 porções de substâncias ilícitas, supostamente maconha, e 204 reais. Além disso, duas pessoas foram presas em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Compartilhe:
Fotos: 1º Batalhão/PM/AP

Railana Pantoja
Da Redação

Na última sexta-feira (30), o primeiro batalhão da Polícia Militar do Amapá (PMAP) realizou a Operação Saturação nos três conjuntos habitacionais que ficam na zona sul de Macapá: Açucena, Mucajá e São José.

Segundo o capitão Alex Sandro, chefe da Divisão de Relações Públicas e Imprensa do 1º Batalhão, são recebidas muitas denúncias no ‘Batalhão Tigre’ diariamente, o que leva a PMAP a dar respostas à população a partir de ações.

“Só no mês de abril foram recebidas 56 denúncias, de tráfico de drogas, furtos e roubos. Isso fez com que o comandante do batalhão, o tenente-coronel Trajano, elaborasse uma operação que vai acontecer em dias ininterruptos, a qualquer horário do dia. A primeira foi na sexta-feira (30) nos três habitacionais da zona sul, em conjunto com outros batalhões especializados”, falou o capitão.

Como saldo da operação, o 1º Batalhão teve 82 abordagens a pessoas e 25 a veículos automotores; apreensão de 16 porções de substâncias ilícitas, supostamente maconha, e 204 reais. Além disso, duas pessoas foram presas em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e apresentadas no Ciosp do Pacoval.

“O resultado foi muito positivo. Além da ação de presença da polícia, inclusive, aplaudida pelos cidadãos de bem, tivemos essas apreensões e abordagens. Os moradores de bem aplaudiram, e, certamente, a criminalidade achou muito ruim, porque a presença da PM os incomoda”, finalizou o capitão Alex Sandro.

O 1º Batalhão atua na zona sul de Macapá, atende três conjuntos habitacionais e mais 20 bairros, o que corresponde a 43% da população que mora na capital.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *