Polícia

Adolescente executado no Araxá tinha envolvimento com facção, diz delegado

João Benjamin, de 17 anos, foi alvejado com pelo menos quatro tiros, inclusive, na cabeça. Adolescente morreu no Hospital de Emergências.

Compartilhe:

O adolescente João Vitor Benjamin de Almeida, de 17 anos, morreu na tarde de segunda-feira (27) no Hospital de Emergências de Macapá, para onde foi levado por volta de 14h após ter sido alvejado com vários tiros durante um ataque criminoso na 6ª Avenida do bairro Araxá, zona sul de Macapá.


De acordo com o delegado Vinícius Nunes, da Polícia Civil, que estava no plantão do Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, dois homens são suspeitos de envolvimento no crime. Um deles foi preso pela Polícia Militar.


“Esse adolescente tinha envolvimento com uma facção criminosa e acreditamos que a morte tenha sido por acerto de contas. Essas facções vêm disputando espaços naquela região para comercialização de drogas, sobretudo. Apesar de menor de idade, existem informações de que a vítima tinha envolvimento em atos infracionais análogos a homicídios”, declarou o delegado.

O registro de óbito, assinado pelo médico-legista Deoci Franco de Mont’Alverne, que procedeu o exame cadavérico, atesta que João Vitor teve a morte confirmada às 18h50 e que a causa morte foi ‘traumatismo cranioencefálico – ação perfuro contundente’ provocada por projétil de arma de fogo.

O corpo foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Polícia Técnico-Científica (Politec) para ser necropsiado e liberado para velório e sepultamento.

 
Compartilhe:

Tópicos:  

Deixe seu comentário:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *